Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Matérias / Daniella Perez

Última foto de Daniella Perez feita com fãs foi importante para as investigações

A imagem, registrada por fãs pouco antes do assassinato de Daniella Perez, auxiliou nas investigações

Wallacy Ferrari Publicado em 21/06/2022, às 17h23 - Atualizado às 17h25

Daniella reunida com fãs, cujos rostos estavam riscados - Divulgação / daniellaperez.com.br
Daniella reunida com fãs, cujos rostos estavam riscados - Divulgação / daniellaperez.com.br

Em 28 de dezembro de 1992, Daniella Perez, por volta das 21h daquele dia, terminava mais um dia de gravações da novela De Corpo e Alma, que já estava no ar pela TV Globo e era rodada nos estúdio Tycoon, localizado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro.

A jovem, na época com 22 anos, interpretava a personagem Yasmin na novela escrita pela mãe da atriz, Glória Perez, e era marcada pelo par romântico com Caio, incorporado na trama pelo ator Fábio Assunção. Contudo, naquele dia, a atenção se voltou a um outro personagem; Bira, interpretado por Guilherme de Pádua, era o antagonista dos interesses da personagem.

Ao término das gravações, no entanto, Pádua iniciou um dos casos mais sombrios da história brasileira. O ator, que buscava maior destaque na trama, já rondava a filha da autora, sem sucesso, como noticiou Cristina Padiglione pela Folha de S. Paulo.

Naquela noite, armou uma emboscada contra a atriz em um posto de gasolina a 5 minutos dos estúdios, bloqueando a saída de seu carro e tomando a direção do veículo da atriz após nocauteá-la. Não muito longe, matou a jovem com o auxílio da então companheira, Paula Thomaz, que estava na reta final de sua gestação. Contudo, um último registro de Daniella em vida emocionou o país.

Daniella com as fãs, inseridas na fotografia digitalmente / Crédito: Divulgação / daniellaperez.com.br

A última foto

Antes mesmo de ter o carro interceptado por seu assassino, a atriz encerrou as gravações e recebeu um grupo de fãs que aguardava o elenco da novela na porta do Tycoon. Guilherme também os recepcionou, mas saiu primeiro, tirando fotos com o grupo.

Com o grupo, Perez foi fotografada usando a mesma roupa que estampou as páginas policiais com seu corpo, que já estaria sem vida na hora seguinte. Uma garota, identificada posteriormente pela mãe da atriz como Marcela, era a fã que acompanhava Daniella na fotografia junto de uma parente.

A jovem divulgou a foto para a imprensa inclusive auxiliando a perícia do caso a reconhecer a roupa que Páduausava. O site Daniella Perez registra um depoimento dado pela fã.

Guilherme de Pádua com as fãs usando roupa diferente da entregue para polícia inicialmente / Crédito: Divulgação / Extra

Lembro que eles (João, meu irmão etc) falavam assim: “Eles estão gravando aí direto, a gente vem outro dia de novo.”. Só que eu, do fundo do meu coração, sentia que não teria outro dia. Não sei explicar o que passou na minha cabeça naquele momento, só sei que resolvi ir justo nesse dia, naquela hora, tirar essa foto com ela, que já estava ali do lado da minha casa”, explicou.

Após a projeção da última imagem da garota com a atriz, Glória Perez foi até a residência de Marcela e a presenteou com uma fita VHS de Daniella dançando, além de um batom usado pela filha e duas camisetas com a foto da jovem, pedindo justiça.

"Depois desse ato covarde que fizeram contra a Dani, durante um bom tempo saíam coisas novas falando sobre o caso na TV, nos jornais, nas revistas. Só se falava nisso e eu era o assunto na escola. Todo mundo me perguntando coisas o tempo todo, querendo saber detalhes. [...] Há de haver alguma explicação para isso. Deus vai me dar essa resposta um dia, quando for a ocasião propícia", acrescentou.