Matérias » Música

Under Pressure: 5 curiosidades sobre a icônica parceria do Queen com David Bowie

O camaleão do rock ajudou Freddie Mercury a construir o clássico da música em meio a diferenças criativas

Wallacy Ferrari Publicado em 24/04/2021, às 08h00

David Bowie e Freddie Mercury conversam em evento
David Bowie e Freddie Mercury conversam em evento - Divulgação / YouTube / WeirdHistory

Quando o camaleão do rock David Bowie se encontrou com o mais famoso bigodudo da música, Freddie Mercury, seria impossível pensar em alguma criação ruim. Conforme as expectativas, a composição ‘Under Pressure’, executada pelos músicos do Queen e cantada pelos dois astros se tornou um hino britânico de excelência.

Contudo, engana-se quem acredita que o encontro dos meteoros não gerou abalos; Bowie e Mercury tiveram diversos rachas criativos, de imagem e com a banda para que a criação desse o máximo de destaque — pelo menos, a um deles. 

Confira 5 curiosidades sobre a lendária parceria do Queen com David Bowie.

1. Como se conheceram

Apesar da fama mundial, eles se viram pela primeira vez em 1969 — antes do Queen existir e antes de Bowie lançar “Space Oddity”, seu primeiro sucesso comercial. O bigodudo era aluno do Ealing Art College e assistiu a uma apresentação curta de David, chegando a carregar equipamentos para ajudar na instalação da universidade.

Os registros dessa apresentação são datados de 29 de abril de 1969 e teve o contrato descoberto em 2013, conforme registra a Getty Images. Contudo, trocaram poucas palavras, servindo apenas de referência para relembrar em encontros posteriores, já com o sucesso musical.


2. Ideia da música

Os encontros seguintes resultaram em diversas aproximações musicais e comportamentais que renderiam a parceria de sucesso. De acordo com a Rolling Stone Brasil, o guitarrista do Queen, Brian May, explicou em 2019 que a música não foi criada de maneira que comportasse ambos ou como um presente de um para o outro, mas completamente improvisada.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Freddie Mercury (@freddiemercuryclub)

 

Ele relatou que a música inicialmente se chamava "People on the Streets" ('Pessoas nas ruas', em tradução livre), frase que foi incluída na gravação final — mas o título não pegou entre os compositores: "Fomos lá [no estúdio] com uma folha em branco", afirmou May.


3. Diferenças criativas

Uma das coisas mais marcantes da música, que posteriormente foi renomeada como 'Under Pressure', era o riff de baixo; não apenas era o instrumento de destaque logo na introdução da canção, como anos depois se tornou sample de "Ice Ice Baby", sucesso meteórico do rapper Vanilla Ice.

Mesmo assim, Bowie invocou com a sonoridade e chegou a contestar a criação, como Brian relatou na mesma entrevista: "Lembro que o David Bowie falou para o John 'Não, não faz desse jeito', e o John respondeu: 'Como é? Eu sou o baixista, certo? Então é assim que eu faço'".


4. Brigas de vozes

Apesar de não acatar a decisão sobre o riff principal, May acrescentou que a letra ficou a comando de Bowie — que pode até ter a soberania da decisão, mas que gerou um estresse com Freddie Mercury para organizar qual seria a voz de maior destaque na canção. Por isso, é possível notar a sobreposição na cantoria inclusive na versão final de 'Under Pressure'.

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Freddie Mercury (@freddiemercuryclub)

 

O guitarrista afirmou que isso se deve ao fato de que, de maneira improvisada, cantarolavam juntos na cabine de gravação: "Os vocais foram construídos de forma bem inovadora, que vieram do David, porque ele tinha experiência com esse método avant-garde de construção".


5. Hino atemporal

O sucesso da parceria foi tamanho que se tratou da primeira música do Queen desde Bohemian Rhapsody, lançada cinco anos antes, a atingir o primeiro lugar das paradas britânicas, como informa a revista The Voice.

A vantagem também foi válida para Bowie, visto que o sucesso era apenas o terceiro de sua carreira a alcançar o topo do ranking do Reino Unido.


+ Saiba mais sobre o tema por meio das obras a seguir disponíveis na Amazon:

Freddie Mercury - A Biografia Definitiva, Lesley-Ann Jones (2013) - https://amzn.to/2ulB7aJ

A Verdadeira História do Queen: Os bastidores e os segredos de uma das maiores bandas de todos os tempos, Mark Blake (2015) - https://amzn.to/2RcKaUL

Bowie, de Wendy Leigh (2016) - https://amzn.to/2NDAKiC

David Bowie: A Life (Edição Inglês), de Dylan Jones (2017) - https://amzn.to/2Rv0wqm

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W