Curiosidades » Reino Unido

Casada com Charles, Camilla Bowles temia se tornar a 'próxima' Diana

Os receios da atual Duquesa de Cornualha foram reveladas por Sarah Whalen no livro Royal Vengeance, publicado em 2018

Victória Gearini Publicado em 07/11/2020, às 10h00 - Atualizado em 06/08/2021, às 10h00

Fotografias da Princesa Diana e de Camilla Parker-Bowles
Fotografias da Princesa Diana e de Camilla Parker-Bowles - Getty Images

Em 2005, Camilla Parker-Bowles casou-se com o príncipe Charles, em uma cerimônia digna da monarquia. Na época, todavia, ela acreditava que teria o mesmo fim da princesa Diana. Tais desconfianças, contudo, só foram reveladas em 2018, graças à obra 'Royal Vengeance' (ou 'Vingança Real', em tradução livre), da escritora Sarah Whalen.

Camilla o conheceu durante uma partida de polo, em 1970. Logo o príncipe se encantou pela beleza e confiança da jovem. Em pouco tempo, a futura Duquesa de Cornualha passou a frequentar os apartamentos privados de Charles, mas sem esperanças de ser pedida em casamento, decidiu oficializar o matrimônio com o militar Andrew Bowles. 

Mais tarde, em 1981, o mundo presenciou o casamento real entre o filho da rainha Elizabeth com a princesa Diana. A convite do noivo, Camilla compareceu à cerimônia acompanhada do marido, mas não levantou suspeitas sobre a relação com o herdeiro.

Era comum que a nobre e Lady Di se encontrassem em eventos casuais da realeza, principalmente nos jogos de polo em que o príncipe participava. No entanto, mais tarde, gravações telefônicas íntimas entre os amantes foram divulgadas pela imprensa, levantando suspeitas sobre um suposto relacionamento extraconjugal. 

Charles e Camilla durante um jogo de polo  em 1979 / Crédito: Getty Images

 

Segundo o livro Diana: Sua verdadeira história, do jornalista Andrew Morto, Diana teria a confrontado em 1989, durante o aniversário de 40 anos da irmã da futura duquesa — no qual a princesa não havia sido convidada. Entretanto, Lady Di apareceu de surpresa no evento, acompanhada do marido. Ainda de acordo com o escritor, ela e a suposta amante teriam discutido.

"Sei o que está acontecendo entre você e o Charles e quero você saiba disso", teria dito a princesa, segundo o autor. Camilla, por sua vez, teria respondido: "Você tem tudo que sempre quis, todos os homens do mundo são apaixonados por você, além de dois lindos filhos — o que mais você quer?".

De acordo com o jornalista, Lady Di teria retrucado a nobre: "Quero meu marido. Peço desculpas de alguma forma… deve ser o inferno para vocês dois. Mas eu sei o que está acontecendo, não me trate como uma idiota".

De nada adiantou o confronto, pois os rumores de traição permanceram até 1996, quando Charles e a princesa se divorciaram. Camilla, por sua vez, coincidência — ou não — já havia se divorciado de Bowles, no ano anterior.

Temores da duquesa

No dia 31 de agosto de 1997, o mundo presenciou a trágica morte de Diana, que veio falecer após um grave acidente automobilístico no túnel da Ponte de l'Alma, em Paris, na França. Na ocasião, a princesa estava acompanhada de Dodi Al-Fayed — herdeiro das lojas Harrods. Apontado como seu namorado, Al-Fayed e a princesa foram perseguidos por sete paparazzi, quando o carro capotou no túnel. 

Após a morte da Princesa do povo, o casal real planejou a sua primeira aparição pública, ocorrida em 1999. No entanto, somente em abril de 2005, os amantes selaram a união, casando-se em um castelo da família real, em Windsor.

Família real reunida / Crédito: Wikimedia Commons

 

A duquesa, por sua vez, temia que tivesse o mesmo fim trágico da antecessora. Segundo a escritora Sarah Whalen, autora da obra Royal Vengeance, a nobre teria ficado “aterrorizada” com a morte da princesa. Em seu livro, Whalen apresenta, ainda, uma suposta conspiração que teria resultado na morte da princesa. 

Em uma entrevista ao jornal inglês Daily Star, em 2018, Sarah Whalen afirmou que Camilla temia ser a “próxima a morrer”. “Ela acreditava que a vida dela estava em perigo, assim como a Diana. Ela chegou a ouvir de amigos que deveria fugir”, comentou a escritora, em entrevista ao Daily Star. 

De acordo com a autora, as revelações teriam sido feitas por amigos próximos da  Duquesa de Cornualha. No entanto, embora as preocupações e ressalvas da nobre, ela e o marido mantiveram a união. Já nos dias atuais, o casal demonstra possuir uma relação estável, sendo constantemente flagrada em eventos reais.


+Saiba mais sobre a família real britânica por meio de obras disponíveis na Amazon:

Diana. O Último Amor de Uma Princesa, de Kate Snell (2013) - https://amzn.to/2TgHgPO

The Queen: The Life and Times of Elizabeth II (Edição Inglês), de Catherine Ryan (2018) - https://amzn.to/2RhgNA7

God save the queen - O imaginário da realeza britânica na mídia, de Almeida Vieira e Silva Renato (2015) - https://amzn.to/2xTkiGd

O Amor Da Princesa Diana, de Anna Pasternack (2018) - https://amzn.to/2xOZ8c9

A história do século XX, de Martin Gilbert (2017) - https://amzn.to/2yFZMcv

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp 

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7