Curiosidades » Personagem

Elizabeth I: 5 fatos curiosos sobre a rainha da Inglaterra, filha de Ana Bolena e Henrique VIII

Em 1559, Elizabeth I era coroada rainha da Inglaterra, assim se tornou a última monarca da Casa de Tudor

Alana Sousa Publicado em 19/06/2020, às 11h00

Retrato de Elizabeth I
Retrato de Elizabeth I - Getty Images

Elizabeth I foi rainha da Inglaterra e da Irlanda e ficou no trono por 44 anos. A última monarca da Dinastia Tudor não teve filhos e nunca se casou. Lembrada até hoje por ter sido filha de Henrique VIII, declarado por historiadores como o pior rei da Inglaterra, e de Ana Bolena, executada por adultério — em um julgamento, no mínimo, questionável.

Confira abaixo 10 fatos intrigantes sobre a vida de Elizabeth I.

1. Amor pela mãe

Ana Bolena e Henrique VIII / Crédito: Getty Images

 

Elizabeth sempre elogiou muito seu pai, Henrique VIII, o que levou algumas pessoas a imaginar que ela não gostasse de sua mãe, Ana Bolena. No entanto, a rainha prestava diversas homenagens sutis à amada progenitora.

Em um de seus retratos mais famosos, Elizabeth está usando um colar com um pequeno A, inicial de sua mãe. Por vezes ela também era vista usando um pingente com um retrato em miniatura de Ana Bolena. Além disso, ao chegar ao poder, a monarca promoveu seus parentes por parte de mãe para altos e importantes cargos no reino.


2. Rivalidade com a prima, Mary da Escócia

Por duas décadas, a rivalidade entre as primas dominou a política monárquica de grande parte da Europa. Mesmo reconhecida como herdeira oficial de Henrique VIII, alguns católicos acreditavam que ela era ilegítima. A verdadeira rainha deveria ser Mary Stuart, filha de Jaime V da Escócia e Maria de Guise.

A briga entre família resultou no aprisionamento de 19 anos de Mary, no Castelo de Lochleven. O medo de Elizabeth de perder o trono para a prima se intensificou durante os anos, e após pressão de membros da corte, a execução de Mary foi autorizada. Mesmo que a rainha inglesa tivesse demonstrado remorso da decisão nos últimos momentos, em 8 de fevereiro de 1587, Mary foi decapitada na Inglaterra.


3. Rainha Virgem

Elizabeth I em meados do século 17 / Crédito: Getty Images

 

Elizabeth I é conhecida também como a Rainha Virgem, levantando o debate se ela seria, de fato, uma mulher virgem, visto que ela nunca teve um sucessor. Rumores circulavam pelo reino, reais ou não, as provas são inconclusivas.

Diversos livros retratam Elizabeth com parceiros como Robert Dudley, Robert Devereux, conde de Essex, e Francisco, duque de Anjou, considerando a monarca como a “prostituta da Europa”, segundo Anna Whitelock, historiadora da Universidade de Londres. Enquanto outras obras afirmam que ela era casada com seu país, ou que seria estéril.


4. Guerra com os católicos

Com medo de sofrer um ataque das Cruzadas, Elizabeth tomou uma decisão drástica. As missas foram banidas e padres foram executados, a historiadora Jessie Childs afirma que “os católicos elisabetanos da Inglaterra eram o inimigo público número um”.

Parte da comunidade protestante, a monarca sempre utilizava um crucifixo no pescoço, mas limitava a quantidade de palestras religiosas que ocorriam na corte. Os católicos também eram proibidos de ocuparem cargos públicos no reino.


5. Imagem pública

Elizabeth com idade mais avançada / Crédito: Getty Images

 

Elizabeth se preocupava com a imagem que passava para seus súditos. A rainha era uma mulher conhecida por estar sempre usando roupas coloridas — enquanto as outras funcionárias do reino só poderiam usar vestes de cores brancas ou pretas — e maquiagem branca.

Os retratos da monarca mostram sua figura imponente, mas com ao passar dos anos ela sofreria danos irreparáveis. Com a idade, Elizabeth perdeu os cabelos, seus dentes apodreceram e seu semblante refletia as crises de depressão que a atormentavam.

“Uma rainha idosa, solteira, sem herdeiro, criou temores. Ao longo de seu reinado, a realidade física do corpo natural fraco, feminino e envelhecido de Elizabeth teve que ser reconciliada com o corpo político infalível e imortal”, explica Anna Whitelock.


+Saiba mais sobre Elizabeth I através das obras abaixo

Elizabeth I: Uma biografia, de Lisa Hilton - https://amzn.to/38N7eAe

Elizabeth I - O Anoitecer de um Reinado, de Margaret George - https://amzn.to/38LJgoD

Elizabeth I, Anne Somerset (2003) - https://amzn.to/2t90c8Z

The History of England in Three Volumes, Vol.I., Part D. From Elizabeth to James I. (English Edition), David Hume (e-book) - https://amzn.to/35Tq4D5

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W