Curiosidades » Personagem

Já abatido: Veja como foi a última aparição de Freddie Mercury

Vídeo de 30 anos atrás mostra a cerimônia do BRIT Awards, onde o vocalista do Queen já tinha aparência debilitada

Ingredi Brunato Publicado em 16/09/2020, às 18h00

Freddie Mercury em apresentação com o Queen na Hungria, quando ainda estava bem.
Freddie Mercury em apresentação com o Queen na Hungria, quando ainda estava bem. - Divulgação/Youtube/VIDEO REMASTER ITA/23.12.2018

Freddie Mercury foi um dos maiores astros do rock de todos os tempos. Sua morte, como é comum entre grandes celebridades, é tão abordada quanto sua vida e carreira artística. O vocalista do Queen morreu por complicações causadas pela AIDS, em novembro de 1991, doença que ainda carregava um forte estigma no período, principalmente por ser muito atrelada à homossexuais. 

Embora hoje se saiba que a doença nada tem a ver com orientação sexual, Freddie de fato teve um longo relacionamento de cerca de dez anos com o irlandês Jim Hutton. A voz do Queen, contudo preferiu manter essa parte de sua vida íntima privada, de forma que nunca “saiu do armário” oficialmente para seu público, provavelmente como forma de proteger sua carreira do impacto que o preconceito poderia gerar.

Fotografia de Freddie Mercury em apresentação. Crédito: Divulgação/Youtube 

 

Assim como fez com sua sexualidade, portanto, o vocalista manteve a doença autoimune em segredo até sua última semana. Foi apenas um dia antes de sua morte, quase como se já soubesse que sua partida estava próxima, Mercury confirmou o mal que o acometia. 

Na época, não existia ainda o coquetel de medicamentos utilizado como tratamento pelos que são acometidos pela AIDS, de forma que aqueles que contraíam a doença frequentemente tinham seu destino já traçado. 

Última aparição 

Assim como outras celebridades do período que possuíam versão manifesta do vírus HIV, não demorou para Freddie começar a ter uma aparência magra e abatida. Em sua última aparição, em fevereiro de 1990, já era possível perceber que algo não estava bem com o músico. 

Era a premiação do 11° BRIT Awards, e a banda Queen estava lá para receber um troféu por sua “Contribuição Espetacular à Música Britânica”. Freddie Mercury tinha 45 anos então, e estava com um comportamento amuado e quieto, além de já ter o peso abaixo do habitual. 

Para aqueles que acompanhavam o cantor de rock de perto, a diferença era nítida: em geral, o vocalista do Queen era muito mais extrovertido e energético, no entanto nesse evento, ele apenas disse três palavras para a plateia. Seu parceiro de banda, o guitarrista Bryan May, falou no microfone primeiro, e quando foi a vez de Freddie, ele se limitou a uma curta frase: “Obrigado… Boa noite”.  O vídeo do momento está no fim da matéria! 

Suspense 

Fãs e tabloides já especulavam sobre o estado de saúde do astro do rock desde a última apresentação do Queen, que fora em 1986, no Knebworth Park, e o BRIT Awards apenas alimentou essas teorias, inclusive. Muitos já davam então o palpite certeiro que o cantor sofria com AIDS. 

Até os próprios amigos e companheiros de banda de Mercury foram deixados às especulações por certo período, como contou Brian May anos depois: “Ele só nos disse que não estava afim de fazer turnês, e foi só até aí. Gradualmente, eu acho que no último ano e pouco, ficou óbvio qual era o problema. Ou pelo menos relativamente óbvio. Nós não sabíamos com certeza.”. 

O guitarrista ainda comentou que os membros do Queen não souberam o que estava errado “por um bom tempo”, não perguntando em consideração aos sentimentos do próprio vocalista: “Nós nunca falamos sobre isso e meio que estava no ar que não falaríamos, porque o Freddie não queria.”. 

Legado 

Apesar de ter parado com as turnês, o astro do rock não parou de fazer música: ele gravou um álbum chamado “Made in Heaven” no ano de 1991, o mesmo da sua morte. Na época, o médico do cantor já o tinha avisado que poderia não resistir até o fim do ano, fator que o motivou ainda mais para colocar um último pedacinho de si no mundo antes de ir. 

Confira o vídeo da sua última aparição abaixo.


+Saiba mais sobre Freddie e o Queen através dos livros abaixo

Freddie Mercury: A biografia definitiva, Lesley-Ann Jones (2013) - https://amzn.to/2RGcM9q

Queen nos bastidores,  Peter Hince (2012) - https://amzn.to/2slRCm9

Queen, Phil Sutcliffe (2011) - https://amzn.to/2Pat1tC

A Verdadeira História do Queen, Mark Blake (2015) - https://amzn.to/2EaAjaE

Vale lembrar que os preços e a quantidade disponível dos produtos condizem com os da data da publicação deste post. Além disso, a Aventuras na História pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação pelos links nesta página.

Aproveite Frete GRÁTIS, rápido e ilimitado com Amazon Prime: https://amzn.to/2w5nJJp

Amazon Music Unlimited – Experimente 30 dias grátis: https://amzn.to/2yiDA7W