Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Mundo

Após 50 anos, quadro do século 18 roubado por mafiosos é devolvido

Descubra a história da pintura do século 18 que foi roubada por mafiosos em 1969 e devolvida aos donos mais de 50 anos depois

Redação Publicado em 30/01/2024, às 19h51

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem da pintura do século 18, roubada por mafiosos - Divulgação/FBI
Imagem da pintura do século 18, roubada por mafiosos - Divulgação/FBI

Em 1969, uma pintura britânica do século 18 foi roubada por mafiosos de Nova Jersey, nos Estados Unidos. Agora, mais de meio século depois, o quadro de John Opie, intitulado “The Schoolmistress”, foi devolvido à família que o comprou por US$ 7.500, segundo o FBI.

Segundo o serviço de inteligência americano, em julho de 1969, três homens que trabalhavam para o ex-senador estadual de Nova Jersey, Anthony Imperiale, invadiram a casa de Earl Wood.

O objetivo era roubar uma coleção de moedas, no entanto, saíram de mãos vazias quando um alarme disparou. No final daquele mês, eles voltaram ao local do crime e roubaram a pintura.

A pintura /Divulgação/FBI

Uma vez na posse dos criminosos, a obra de arte foi repassada entre membros de uma organização criminosa ao longo dos anos, até chegar à cidade de St. George, no sul de Utah, após a compra de um imóvel.

Transações

Conforme repercutido pelo jornal O Globo, o FBI apurou que um residente de Utah adquiriu uma casa na Flórida, em 1989, que pertenceu a Joseph Covello Sr., um mafioso condenado vinculado à família Gambino, e a pintura foi incluída na transação.

Quando este comprador morreu em 2020, uma empresa de contabilidade responsável pela venda da casa solicitou uma avaliação da pintura, e assim, descobriu que o quadro fora roubado. 

Esta obra de arte tem uma história. Ele viajou por todo o Reino Unido quando foi pintado pela primeira vez e era propriedade de algumas famílias no Reino Unido. E depois viajou para o exterior, para os Estados Unidos, e foi vendido durante a Grande Depressão e depois roubado pela máfia e recuperado pelo FBI. Décadas depois. É incrível”, explicou Gary France, agente especial do FBI, à Fox News.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!