Notícias » Bizarro

Após longa batalha, casal britânico consegue registrar filho com nome "Lucifer"

Contestados pela funcionária do cartório, o casal teve uma dor de cabeça infernal até obter o direito — e receberam até pedido de desculpas formal

Wallacy Ferrari Publicado em 23/07/2020, às 13h00

O pequeno Lucifer nasceu no Royal Hospital de Chesterfield, no Reino Unido
O pequeno Lucifer nasceu no Royal Hospital de Chesterfield, no Reino Unido - Divulgação/Google Street View

Após escolherem juntos um nome considerado “bonito e único”, o casal Dan e Mandy Sheldon, moradores do condado de Derbyshire, no Reino Unido, tiveram dificuldades em ter o nome do filho aceito no cartório onde seria registrado. Após saírem do Royal Hospital de Chesterfield empolgados com o nascimento do filho, correram para agilizar os papéis da certidão de nascimento.

De acordo com o tabloide The Sun, ao chegar no local, a funcionária interpretou a decisão com negação e desgosto, afirmando que o filho jamais “seria capaz de conseguir um emprego e que os professores não gostariam de ensiná-lo”. Incomodados com a ação da funcionária, o casal apresentou uma queixa oficial na repartição da cidade.

Para a surpresa das autoridades, o nome que o casal buscava era uma das representações do diabo; “Lucifer”, com a etimologia da versão latina da Bíblia representando “portador da luz”. A decisão, no entanto, não poderia ser contestada, pois o Reino Unido não possui uma restrição legal para tal tipo de nome, especificando o bloqueio apenas de números e obscenidades.

Com isso, o Conselho do Condado de Derbyshire orientou a ida do casal para a conclusão do registro, conforme a solicitação, e publicou uma nota reavaliando o ocorrido: "Pedimos desculpas se eles foram ofendidos, mas é dever dos nossos registradores aconselhar nesses assuntos, pois às vezes as pessoas não têm conhecimento de certos significados ou associações em torno de certos nomes”.