Notícias » Brasil

Apuração de ações de combate ao garimpo ilegal em terra Yanomami é aprovada

Requerimento foi aprovado pela comissão de Direitos Humanos do Senado

Redação Publicado em 03/05/2022, às 14h37

Yanomamis no município de Alto Alegre em Roraima
Yanomamis no município de Alto Alegre em Roraima - Getty Images

Um requerimento que deve apurar as ações de combate ao garimpo ilegal em uma terra indígena Yanomami em Roraima por meio da realização de diligências externas foi aprovado na última segunda-feira, 2, pela comissão de Direitos Humanos do Senado.

A expectativa é que as diligências externas propostas pelo requerimento sejam feitas no próximo dia 12 de maio a partir da aprovação do texto, que contou com autoria do senador Humberto Costa (PT-PE).

No texto, o político afirma que "a crise humanitária que atinge a comunidade Yanomami é ainda agravada pelo avanço do garimpo ilegal". “Trata-se de uma comunidade que convive com fome, morte, desassistência, abandono do governo", completa.

'Violência provocada pelo garimpo'

O requerimento também alega que "a violência provocada pelo garimpo ilegal tem avançado sistematicamente nos últimos anos", justificando a necessidade do envio de equipes para acompanhar as ações de combate ao garimpo ilegal na região.

Segundo Costa, "os impactos do garimpo não se restringem àqueles observados nas florestas e nos rios”. O relatório "Yanomami sob ataque", da Hutukara Associação Yanomami (HAY), estima um número de 20 mil garimpeiros ilegais na área.

“O garimpo ilegal desenfreado está disseminando doenças infectocontagiosas, está dizimando uma das principais comunidades tradicionais do nosso país, está apagando da história um marco da cultura original do Brasil", disse o senador, como reportou o UOL.