Notícias » Arqueologia

Arqueólogos encontram edifício da era romana sob o Muro das Lamentações, em Israel

Acredita-se que membros do conselho local de Jerusalém tenham se encontrado no local antes de subirem ao Monte do Templo

Isabela Barreiros, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 20/07/2021, às 14h03

Interior de edifício descoberto em Israel
Interior de edifício descoberto em Israel - Divulgação/Autoridade de Antiguidades de Israel

No século 19, o arqueólogo Charles Warren descobriu vestígios de um edifício dentro de túneis sob o Muro das Lamentações, em Israel. No século seguinte, as escavações continuaram, mas foi só na última semana que pesquisadores conseguiram encontrar a maior parte da construção.

Como relatou o portal Livescience, arqueólogos da Autoridade de Antiguidades de Israel (IAA) e da Western Wall Heritage Foundation escavaram o local e conseguiram entender que provavelmente se tratava de um edifício que funcionava como uma área de recepção, onde refeições eram feitas.

Construção encontrada em Israel / Crédito: Divulgação/Autoridade de Antiguidades de Israel

 

O mais impressionante sobre a descoberta é que os pesquisadores acreditam que o local foi usado por membros do conselho local de Jerusalém e pessoas da elite antes de eles subirem ao Monte do Templo, em uma jornada importante que marca a religião.

Com dois corredores, o prédio foi construído entre os anos 20 e 40 d.C., de acordo com comunicado do arqueólogo Shlomit Weksler-Bdolach, da IAA, em que a descoberta foi divulgada. 

Detalhe da descoberta arqueológica em Israel / Crédito: Divulgação/Autoridade de Antiguidades de Israel

 

Depois, quando uma revolta contra o domínio dos romanos tomou Jerusalém, o edifício pode ter sido abandonado entre 66 e 73 d.C. O local ainda funcionou como uma piscina de gesso, em que rituais de purificação eram feitos, depois de ter entrado em desuso.