Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Cemitério

Arqueólogos encontram no Ártico um possível cemitério da Idade da Pedra

Local pode ter abrigado o cemitério mais ao norte do globo durante a Idade da Pedra; no entanto, ainda é preciso encontrar evidências

por Giovanna Gomes

ggomes@caras.com.br

Publicado em 01/12/2023, às 10h51

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Os restos do que pode ser uma cova funerária preenchida no local subártico - Divulgação/Tuija Laurén
Os restos do que pode ser uma cova funerária preenchida no local subártico - Divulgação/Tuija Laurén

Arqueólogos acreditam ter encontrado um dos maiores cemitérios pré-históricos de caçadores-coletores no norte da Europa, localizado a uma curta distância ao sul do Círculo Polar Ártico, em Simo, Finlândia.

Este sítio arqueológico, denominado Tainiaro, data de cerca de 6.500 anos atrás e abriga milhares de artefatos, incluindo ossos de animais, ferramentas de pedra e cerâmica, mas notavelmente, não apresenta evidências de esqueletos humanos.

Descoberto em 1959, Tainiaro foi parcialmente escavado nos anos 1980, revelando 127 poços preenchidos com sedimentos, alguns deles indicando sinais de queima e vestígios de ocre vermelho, característico de muitos enterros da Idade da Pedra. Contudo, devido à rápida degradação dos esqueletos no solo ácido da região, a identificação do local como cemitério nunca foi confirmada.

Após uma nova análise de registros antigos e novas pesquisas de campo, uma equipe de pesquisadores propõe que Tainiaro era, provavelmente, um extenso cemitério datado do quinto milênio a.C., tornando-se o cemitério mais setentrional da Idade da Pedra já descoberto. As informações são do portal Live Science.

O que as descobertas sugerem

Publicadas na revista Antiquity, as descobertas sugerem que, dos 127 poços, pelo menos 44 provavelmente continham sepulturas humanas, baseando-se na comparação com sepulturas de 14 cemitérios da Idade da Pedra.

Os pesquisadores destacam que, embora apenas um quinto do local tenha sido escavado, é possível que haja mais de 200 sepulturas no sítio arqueológico, e a equipe está considerando o uso de radar de penetração no solo para explorar o local sem destruí-lo.

+Confira aqui a pesquisa completa.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!