Notícias » Arqueologia

Artefatos de 2.000 anos são encontrados durante reforma em hospital na Austrália

Um total de 271 objetos aborígenes estavam na base do edifício

Vanessa Centamori Publicado em 08/07/2020, às 16h27

Os artefatos localizados
Os artefatos localizados - Divulgação/Murrumbidgee Local Health District

No distrito de Murrumbidgee, na Austrália, durante obras no Hospital Griffith Base, arqueólogos descobriram 271 ferramentas de pedra, que foram fabricadas por povos aborígenes há cerca de 2 mil anos. Os itens eram usados para cortar e raspar objetos variados.  

"Essas ferramentas foram usadas para cortar e raspar alimentos, cortar matéria vegetal ou raspar madeira para trabalhá-la", especificou a arqueóloga Jillian Comber, ao site ABC News

Ainda segundo a especialista, há artefatos que foram trazidos à região um pouco antes, mas muitos deles chegaram naquela área da Austrália há mais de um milênio. Isso sugere que por lá existia um acampamento aborígene, onde os itens eram trabalhados. 

Os objetos se transformavam em escudos e canoas ou em embarcações de transporte. Visto isso, novas descobertas dos instrumentos de pedra podem surgir conforme as investigações continuam, informou o governo distrital local. 

Por enquanto, os achados em questão já são "excepcionalmente significativos". "Esta é uma descoberta muito importante para a comunidade aborígine e a história de Griffith", afirmou em comunicado, o Conselho de Terras Aborígenes da região. 

Uma solicitação sobre os achados foi encaminhada até o Serviço Nacional de Parques e Vida Selvagem, que decidirá o destino dos artefatos. Eles devem ter fins educacionais, se depender da vontade dos arqueólogos responsáveis pela escavação. "Estamos ajudando nossa história escavando", declarou Comber.