Notícias » Crimes

Atriz do seriado ‘Smallville’ se desculpa por envolvimento em caso de escravidão sexual

Allison Mack está atualmente em prisão domiciliar e aguarda próximo julgamento. Entenda o caso!

Penélope Coelho Publicado em 29/06/2021, às 07h16 - Atualizado às 07h16

Allison Mack, em 2002
Allison Mack, em 2002 - Getty Images

A atriz alemã naturalizada norte-americana, Allison Mack, que ganhou fama por atuar no seriado Smallville (2001), no papel da repórter Chloe Sullivan, recentemente, divulgou um comunicado publicado no The Hollywood Reporter.

No documento, a mulher pede perdão por seu envolvimento em casos de tráfico sexual e conspiração de trabalho escravo. As informações são do UOL.

No texto, Allison, de 38 anos de idade, se mostra arrependida pela participação na seita NXIVM, que escravizou mulheres ao lado do líder do culto, Keith Raniere.

Apesar das investigações apontarem que a artista era o braço direito de Raniere na seita, a mulher afirma que também foi vítima:

"Agora é de suma importância para mim dizer, do fundo do meu coração, sinto muito. Eu me joguei nos ensinamentos de Keith Raniere com tudo o que tinha. Eu acreditava de todo o coração, que sua orientação estava me levando a uma versão melhor e mais iluminada de mim mesma [...] Esse foi o maior erro e pesar da minha vida".

"Lamento aqueles de vocês que trouxe para NXIVM. Lamento ter exposto vocês aos esquemas nefastos e emocionalmente abusivos de um homem distorcido”, diz Mack no comunicado.

A mulher foi presa em 2018 e em 2019 declarou sua culpa, após acusações de conspiração, extorsão e trabalho forçado. Atualmente, em prisão domiciliar, a atriz aguarda seu próximo julgamento, que será realizado na próxima quarta-feira, 30.

Caso condenada, Mack pode pegar até 15 anos de cadeia por seus crimes. Já Keith Raniere foi condenado a 120 anos de prisão, desde outubro.