Notícias » Estados Unidos

Bilionário deixa de ser mórmon e doa R$ 3,4 milhões para causa LGBTQ+

Jeff T. Green quer doar 90% de sua fortuna estimada em US$ 5 bilhões

Paola Orlovas, sob supervisão de Fabio Previdelli Publicado em 23/12/2021, às 15h52

O CEO Jeff T. Green
O CEO Jeff T. Green - Divulgação/ Twitter/Trade Desk

Jeff T. Green, bilionário do setor de tecnologia de publicidade estadunidense, deixou seu título e membro da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias de lado ao sair da instituição por discordar do posicionamento dela sobre questões sociais e direitos LGBTQIA+.

Green, agora, busca doar 90% de sua fortuna estimada em US$ 5 bilhões, e começou o ato de comprometimento com uma doação de US$ 600 mil ao grupo de direitos LGBTQIA+ Equality Utah.

O bilionário disse, por meio de uma carta de 900 palavras, para Russel Nelson, o presidente da igreja, que já não era mais ativo na fé mormon há mais de uma década, e agora gostaria de remover seu nome do registro de membros, segundo o portal de notícias O Globo. 

Na carta, ele fala: “Embora a maioria dos membros sejam boas pessoas tentando fazer o que é certo, acredito que a igreja está ativamente e atualmente causando danos ao mundo", escreveu ele. "Eu acredito que a Igreja Mórmon tem impedido o progresso global nos direitos das mulheres, direitos civis e igualdade racial, e direitos LGBTQIA+.”