Notícias » Brasil

Carnaval SP: Escolas perderão pontos em caso de uso incorreto de máscara

Crise sanitária também mudará forma como as escolas serão avaliadas; entenda!

Wallacy Ferrari Publicado em 20/01/2022, às 09h27

Imagem ilustrativa de desfile no Sambódromo do Anhembi, em 2014
Imagem ilustrativa de desfile no Sambódromo do Anhembi, em 2014 - Getty Images

Em reunião da Liga das Escolas de Samba de SP (Liga-SP) com representantes da Prefeitura de SP realizada na última quarta-feira, 19, os protocolos sanitários para a realização do Carnaval 2022 em desfiles no Sambódromo do Anhembi foram definidos visando o máximo de proteção — sem deixar de lado o popular festejo.

Neste ano, a comissão avaliadora dos desfiles aprovou a obrigatoriedade de máscaras, tanto para os espectadores quanto aos participantes de alas. Além disso, os componentes serão reduzidos e farão um pré-cadastro com os dados de seus passaportes da vacina. A Polícia também auxiliará no controle de público e dispersão organizada.

Em caso de ausência de máscara identificada pela comissão, a escola poderá perder pontos no quesito “Fantasia”. Contudo, sem poder visualizar a boca dos participantes, o quesito 'Harmonia', que verifica se os componentes estão cantando o samba-enredo, será descartado na edição de 2022.

Os membros da reunião receberam as sugestões de mudanças de acordo com as diretrizes da Coordenadoria de Vigilância em Saúde (Covisa), possibilitando a continuidade do tradicional evento mesmo em meio a uma crise sanitária, como informou o portal de notícias G1.