Notícias » Rússia x Ucrânia

Casa Branca pede que China condene ações da Rússia: 'Não é hora de ficar de lado'

Pedido se deu após o presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertar equipes de forças nucleares

Redação Publicado em 27/02/2022, às 17h52

Xi Jinping, líder da China
Xi Jinping, líder da China - Getty Images

Em meio a invasão da Rússia na Ucrânia, países têm se posicionado no que diz respeito as ações tomadas pelo país liderado por Vladimir Putin em território ucraniano. Neste domingo, 27, a Casa Branca pediu que a China, aliada da Rússia, condene o país de Putin. 

Conforme repercutido pela Reuters, apesar da China ter implementado sanções impostas pelo país de Biden contra a Rússia, e também ter se posicionado ao lado da soberania da Ucrânia diante dos ataques, Jen Psaki, atual secretária de imprensa da Casa Branca, diz que Pequim deveria demonstrar mais.

Em entrevista à MSNBC, Jen disse que é hora de 'falar e condenar' as ações de Putin. 

"Não é hora de ficar de lado. É hora de falar e condenar as ações do presidente Putin e da Rússia invadindo um país soberano", afirmou ela. 

A secretária de imprensa da Casa Branca também disse que Biden ainda não contatou Xi Jinping, o que não é descartado por ela no futuro. Jen também relembrou que a liderança da China deve 'olhar para si mesma'. 

"Mas também há passos importantes para a liderança chinesa olhar para si mesma e realmente avaliar onde quer ficar à medida que os livros de História são escritos".