Notícias » Astronomia

Chuva de meteoros Perseidas será visível a partir desta semana

Fenômeno curioso ocorre quando a órbita da Terra se encontra com o rastro de um cometa

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 10/08/2021, às 17h17

Fotografia meramente ilustrativa de meteoro
Fotografia meramente ilustrativa de meteoro - Divulgação/ Pixabay / OpenClipart-Vectors

A chuva de meteoros Perseidas, que ocorre anualmente entre julho e agosto, alcançará seu auge nesta semana, segundo repercutido pelo G1. 

As estrelas cadentes — como os meteoros são chamados popularmente — estarão visíveis no céu noturno durante a próxima quarta e quinta-feira, dias 10 e 11, exceto para os brasileiros que moram no Rio Grande do Sul. É sempre possível, todavia, acompanhar a transmissão que será feita pela NASA. 

O fenômeno é causado pelo cometa Swift-Tutle, que gira em torno do Sol em órbitas que duram 133 anos. Durante seu trajeto, o corpo celeste deixa poeira e diversas rochas para trás. 

Quando a órbita da Terra se cruza com esses resquícios, eles invadem a atmosfera terrestre em alta velocidade — chegam a cruzar 59 quilômetros a cada segundo. 

Ao mesmo tempo, as rochas acabam entrando em combustão, assim se tornando os pontos luminosos em movimento que poderemos ver durante as noites. O fenômeno, embora alcance o pico durante esta semana, dura até 24 de agosto.