Notícias » Estados Unidos

Comandante militar teria tomado medidas para conter possível guerra com a China, durante a era Trump

As revelações foram divulgadas em um livro de dois jornalistas; entenda o caso

Penélope Coelho Publicado em 15/09/2021, às 09h44 - Atualizado às 09h45

Trump ao lado de Mark Milley
Trump ao lado de Mark Milley - Getty Images

Os jornalistas Bob Woodward e Robert Costa preparam o lançamento de um livro que promete trazer revelações bombásticas sobre o período em que Donald Trump foi presidente dos Estados Unidos. As informações são da agência de notícias AFP.

Segundo revelado na publicação, a obra intitulada ‘Peril’ retrata um episódio envolvendo o principal comandante militar dos EUA, Mark Milley, chefe do Estado-Maior Conjunto.

De acordo com o livro, Mark teria tomado medidas secretas para evitar que o então presidente dos EUA desencadeasse uma guerra com a China. Além disso, Milley estaria temeroso em relação ao estado de saúde do republicano.

O livro informa que o comandante teria ordenado que seus colaboradores não agissem imediatamente caso Trump demonstrasse interesse em usar o arsenal nuclear.

Além disso, o militar ainda teria entrado em contato com um general chinês para tranquilizar Pequim em relação ao assunto. A primeira ligação teria ocorrido antes das eleições presidenciais nos EUA, a segunda teria sido realizada alguns dias depois de após apoiadores de Trump invadirem o prédio do Capitólio.