Notícias » Crimes

Cristian Cravinhos pede censura para série criminal do caso Richthofen, mas justiça nega

Alegando ter direito ao esquecimento, o homem também solicitou uma indenização de 500 mil reais

Alana Sousa Publicado em 08/03/2021, às 12h45

Christian Cravinhos, assassino e condenado pelo caso Richthofen
Christian Cravinhos, assassino e condenado pelo caso Richthofen - Divulgação

Na manhã desta segunda-feira, 8, o Tribunal de Justiça negou a solicitação de Cristian Cravinhos para que a série que apresenta o caso Richthofen fosse impedida de ir ao ar na televisão brasileira. A informação foi repercutida pelo portal UOL.

O episódio da produção “Investigação Criminal” mostra detalhes do duplo homicídio do casal Manfred e Marisa, articulado pela filhaSuzane, com a ajuda do então namorado e seu irmão, Daniel e Cristian Cravinhos, em outubro de 2002.

Cravinho alegou ter “direito ao esquecimento” e que por isso a série devia ser censurada. Além de impedir a circulação da obra, Cristian pediu uma indenização de 500 mil reais — a quantia seria pelo uso de fotografias não autorizadas.

Ainda que o advogado Valdir Rodrigues de Sá tenha enfatizado que o homem é “pai de uma menina de 9 anos, irmão, esposo, filho, sobrinho”, a relatora Penna Machado negou o pedido e disse que o caso é de interesse público.