Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Arqueologia

Curiosa colher de banheiro romana de prata é descoberta no País de Gales

Antiga colher de banheiro romana é um dos vários itens descobertos recentemente e anunciados pelo Museu do País de Gales; confira!

Éric Moreira Publicado em 31/01/2024, às 11h43

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Colher de banheiro romana e outros objetos encontrados no País de Gales - Divulgação/Museu do País de Gales
Colher de banheiro romana e outros objetos encontrados no País de Gales - Divulgação/Museu do País de Gales

Recentemente, o Museu do País de Gales, no Reino Unido, anunciou uma série de novas descobertas arqueológicas feitas no país. Entre elas, destaca-se uma colher de banheiro de prata, datada do período romano, descoberta por um detector de metais no Vale de Glamorgan, Gales do Sul.

+ Detectores de metal encontram tesouro de 2 mil anos de tribo da Idade do Ferro

Identificada como uma lígula romana, a colher foi designada como tesouro pela Lei do Tesouro de 1996, e relatada pelo Esquema de Antiguidades Portáteis do País de Gales. As lígulas, vale mencionar, eram utensílios utilizados geralmente nos banheiros, servindo para extrair cosméticos e perfumes de frascos de gargalo longo, além de servir para aplicação no rosto ou no corpo.

Vale mencionar ainda que a utilização da prata para a confecção do objeto sugere que ele também poderia ter sido utilizado com finalidades médicas, auxiliando na extração e administração de medicamentos. Isso porque, como é de fácil conhecimento hoje, a prata é um metal com propriedades antimicrobianas, sendo capaz de combater eficazmente bactérias, fungos e vírus específicos.

+ Ferramentas médicas romanas de 1,8 mil anos são descobertas na Turquia

Outros achados

Além da lígula, o Museu do País de Gales também relatou a descoberta de um tesouro com sete artefatos de bronze na região de Pendoylan, no Vale de Glamorgan. Os objetos eram duas espadas e cinco cabeças de machado, todos datados do final da Idade do Bronze, entre 1.000 e 800 a.C.

Segundo o Heritage Daily, achados semelhantes são relativamente comuns no sudeste do País de Gales. Também já foram encontrados objetos do tipo no norte e oeste do País de Gales, ao sul da Inglaterra e norte da França, o que sugere a existência de uma rede de troca de metais de longa distância no fim da Idade do Bronze.

"Este tesouro é incomum, pois contém fragmentos de duas espadas, uma das quais é um fragmento de ponta de lâmina com ranhuras decorativas que foi feito no noroeste França. Este pequeno fragmento de espada constitui, portanto, uma parte fundamental de uma história muito mais ampla, conectando as pessoas que viveram na Comunidade Pendoylan com aquelas que viveram no noroeste da França, há cerca de 3.000 anos", comentou, por fim, o pesquisador PhD da Associação Nacional de Museus do País de Gales e da Universidade de Reading, Chris Griffiths, em comunicado.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!