Notícias » Arqueologia

Durante escavações, arqueólogos encontram 'micro Pompeia', em Verona

De acordo com pesquisadores, o impressionante local teria sido incendiado há vários séculos

Giovanna Gomes, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 15/06/2021, às 08h14

Turistas visitam as ruínas do templo de Júpiter, em Pompeia
Turistas visitam as ruínas do templo de Júpiter, em Pompeia - Getty Images

Conforme informou o UOL, na última segunda-feira, 14, pesquisadores anunciaram a descoberta do que estão chamando de "micro" Pompeia, após terem iniciado um trabalho de escavações em um antigo cinema na cidade italiana de Verona. No local, foram encontrados inúmeros afrescos distribuídos pelas paredes e também pelo chão, os quais teriam resistido a um incêndio. Ao menos, é o que indicam as evidências.

Há uma grande quantidade de restos de madeira chamuscada de tetos que desmoronaram, além de um móvel feito do mesmo material, totalmente carbonizado. Os arqueólogos acreditam que o incêndio teria feito com que o local, que ainda não se sabe para qual uso era destinado nos tempos antigos, deixasse de ser utilizado. Mais tarde, outras construções foram realizadas no terreno.

O cinema, chamado Astra, localizava-se na via Oberdan, que liga o portão romano do século 1 Porta Borsari à praça Bra, mas o estabelecimento acabou sendo fechado há muitos anos.

De acordo com a Superintendência Arqueológica de Verona, além dos afrescos, ainda foram localizados sistemas de aquecimento de pisos e de paredes e também pavimentos de cimento decorados com variadas técnicas existentes na época. O órgão afirma que, na próxima quinta-feira, 17, detalhará sobre as novas escobertas da equipe de arqueólogos.

Sobre arqueologia

Descobertas arqueológicas milenares sempre impressionam, pois, além de revelar objetos inestimáveis, elas também, de certa forma, nos ensinam sobre como tal sociedade estudada se desenvolveu e se consolidou ao longo da história. 

Sem dúvida nenhuma, uma das que mais chamam a atenção ainda hoje é a dos egípcios antigos. Permeados por crendices em supostas maldições e pela completa admiração em grandes figuras como Cleópatra e Tutancâmon, o Egito gera curiosidade por ser berço de uma das civilizações que foram uma das bases da história humana e, principalmente, pelos diversos achados de pesquisadores e arqueólogos nas últimas décadas.