Notícias » Rússia

Em discurso anual, Putin dá alerta sobre a volta de ideologias racistas e 'russofóbicas'

O presidente da Rússia falou em Moscou em ocasião dos 76 anos do fim da Segunda Guerra Mundial

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 10/05/2021, às 14h27

Vladimir Putin durante compromisso político
Vladimir Putin durante compromisso político - Getty Images

No último domingo, 9, a Rússia comemorou o feriado nacional de 76 anos do fim da Segunda Guerra Mundial. Como de costume, a data contou com desfiles militares cruzando as ruas do país, e um discurso do presidente Vladimir Putin em frente à Praça Vermelha, que está localizada em Moscou.

Segundo repercutido pelo UOL, neste ano o chefe de estado russo chamou atenção para um retorno de ideias e discursos "racistas, de superioridade nacional, antissemitismo e russofobia", como foi colocado por ele. 

“Infelizmente, muitas das ideologias dos nazistas, aqueles que eram obcecados pela teoria delirante de sua exclusividade, estão novamente tentando ser colocados em serviço”, alertou Putin sombriamente, de acordo com o The Republic. 

O exército russo perdeu 20 milhões de soldados na Segunda Guerra, de forma que o feriado do país também serve para prestar homenagem às vidas que foram sacrificadas durante a luta contra os alemães. 

Não é uma data marcada apenas pelo luto, todavia, havendo espaço para festividade, segundo relatado pela cidadã russa Yulia Goulevskikh e divulgado pelo site KSU

"Para a minha família e eu, é uma festa para celebrar uma vitória do povo russo. Nós temos orgulho, nos lembramos e honramos nossos familiares e corajosos soldados", comentou a mulher, que trabalha como contadora e assistiu um desfile na cidade de Vladivostok com sua filha.