Notícias » Espaço

Estação Espacial Internacional lança o maior lixo espacial de todos os tempos

Material pesa quase 3 toneladas e ficará anos na órbita da Terra

Fabio Previdelli Publicado em 15/03/2021, às 14h00

Estação Espacial Internacional (ISS)
Estação Espacial Internacional (ISS) - NASA

Na última quinta-feira, 11, a Estação Espacial Internacional (ISS) lançou seu maior lixo espacial de todos os tempos. Trata-se de um palete de 2,9 toneladas de baterias velhas. As informações são do portal The Science Times.  

Segundo a NASA, o lixo espacial deve permanecer entre dois e quatro anos na órbita da Terra antes dele retornar à nossa atmosfera, onde ele não deve representar um risco latente, já que queimará e não deverá sobreviver por muito tempo.  

As primeiras baterias foram deixadas na ISS em 2017. Ao todo, 24 unidades de armazenamento de energia de íons de lítio foram entregues, que seriam usadas para substituir as 48 de níquel-hidrogênio que eram utilizadas anteriormente. O último lote de baterias foi entregue em maio de 2020, após uma missão japonesa de abastecimento HTV. 

Esses detritos, o que inclui — principalmente — pedaços de espaçonaves, partes de foguetes e satélites que não são mais utilizados vem se tornando um sério problema para as agências espaciais, já que eles podem representar um sério risco de colisão, além de, potencialmente, poderem atingir até 29.000 quilômetros por hora.  

Entretanto, atualmente, já existem projetos que visam enviar missões para o espaço para recolher parte desse lixo espacial. Como são materiais muitos caros usados na construção de foguetes, eles podem ser reutilizados aqui na Terra.