Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Crime

EUA: Homem processa policial que supostamente levou à amputação de seu braço

Ele foi algemado com tanta força que teve um problema na circulação sanguínea da mão esquerda, levando à sua amputação; entenda o caso!

Redação Publicado em 09/02/2024, às 08h32

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Imagem meramente ilustrativa de homem algemado com enforca gato - Divulgação/ Youtube/ ITS Tactical
Imagem meramente ilustrativa de homem algemado com enforca gato - Divulgação/ Youtube/ ITS Tactical

No estado norte-americano do Alabama, localizado nos EUA, um homem está processando um policial após ter precisado amputar a mão esquerda em decorrência da conduta do agente de segurança. 

O caso ocorreu em 2020, quando uma dupla de oficiais chegou à residência de Giovanni Loyola para investigar uma denúncia de briga entre dois indivíduos armados. Loyola, porém, estava sozinho em casa. 

Segundo afirmado nos documentos do processo, o homem foi arrastado para fora de sua residência pelo policialChristopher Godber, que então o jogou contra um carro, e, em seguida, ao chão. Foi neste ponto que colocou algemasnele, as apertando de forma excessiva. Mais tarde, Godber afrouxou um pouco o objeto, mas os danos já estavam feitos, conforme repercutiu a revista People. 

Loyola foi detido e acusado de conduta desordeira e residência à prisão. Ele conseguiu recuperar sua liberdade alguns dias mais tarde, ao que buscou ajuda médica imediata para seu pulso esquerdo, que doía muito. 

Irreversível 

A equipe médica descobriu que o homem sofria com um problema de circulação sanguínea no pulso. Ele foi encaminhado para uma operação, mas infelizmente seu quadro continuou piorando: a área estava inchada, as pontas de seus dedos adquiriram uma cor cinzenta e as dores continuavam, chegando a acordá-lo durante a noite por conta de sua intensidade. 

Eventualmente, o norte-americano precisou ser submetido a uma amputação de sua mão esquerda. Em sua denúncia contra os policiais que realizaram sua prisão, ele afirmou que sofreu sequelas irreversíveis como consequência do acontecimento, além de ter tido perdas financeiras (devido ao pagamento dos atendimentos médicos) e sofrimento emocional. 

Giovanni Loyola deu início ao processo em 2021, mas apenas agora sua denúncia está indo a julgamento. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!