Notícias » Estados Unidos

EUA: Rígida política de imigração adotada por Trump deverá entrar em vigor novamente

A Suprema Corte do país rejeitou o pedido de Joe Biden

Penélope Coelho Publicado em 25/08/2021, às 10h09

Imagem de imigrantes em 2018
Imagem de imigrantes em 2018 - Getty Images

De acordo com informações publicadas na última terça-feira, 24, pelo jornal Folha de São Paulo, a Suprema Corte dos EUA determinou que uma rígida política imigratória adotada durante o mandato do ex-presidente, Donald Trump volte a funcionar no país.

Segundo revelado na reportagem, a recente determinação representa uma derrota para o atual presidente Joe Biden. A medida em questão é chamada popularmente de MPP, Permaneça no México.

Com essa regra, imigrantes que chegassem aos Estados Unidos por terra e sem documentos eram mandados de volta para o outro lado da fronteira e deveriam aguardar o processo para aprovação no México.

Desde que assumiu o poder, em janeiro deste ano, Biden realizou esforços para converter a medida. Contudo, o tribunal rejeitou o pedido do democrata referente à retirada de um apelo que exigia que o país retomasse a política de Trump

De acordo com a reportagem, a Corte era composta em sua maioria por conservadores. Segundo revelado na publicação, durante o governo do republicano, a MPP afetou cerca de 65 mil pessoas, que não puderam voltar para seus países e nem entrar nos EUA.


Sobre Joe Biden 

No dia 7 de novembro, a projeção da agência Associated Press confirmou que o candidato democrata Joe Biden conseguiu atingir 274 delegados — 4 a mais do que o necessário —, sendo eleito o 46º presidente dos Estados Unidos. O presidenciável disputava a vaga contra o republicano Donald Trump, que buscava a reeleição. 

O anúncio da vitória ocorreu após o término da apuração no estado da Pensilvânia. Biden também venceu na contagem de votos totais, com mais de 4 milhões de votos. Veículos como a CNN, The New York Times e NBC apontaram a vitória do democrata.

Joe Biden não apenas será responsável por tirar o título do ex-apresentador de ‘O Aprendiz’, como também baterá um recorde do antecessor: Será o mais velho a assumir o cargo de presidente dos Estados Unidos. Trumpjá havia declarado vitória no dia 4 de novembro, antes mesmo do encerramento da apuração.

Formado em história, ciência política e direito, Biden atuou por algum tempo como advogado antes ir para a área da política. Ele foi um senador bem-sucedido, certa vez tendo até seis mandatos consecutivos. 

As duas últimas vezes que tentou concorrer à presidência, não teve sucesso. Foi nessa segunda tentativa, inclusive, que ele se aproximou de Barack Obama, e os dois políticos acabaram formando a chapa que venceu as eleições de 2008 nos Estados Unidos. Biden foi o vice de Obama durante seus dois mandatos.