Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Europa

Europeus antivacina querem protestar contra passaportes sanitários

Os protestos em automóveis começaram em Paris e se moveram até a fronteira com a Bélgica no domingo, 13

Paola Orlovas, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 14/02/2022, às 15h43

Imagem ilustrativa - Getty Images
Imagem ilustrativa - Getty Images

Europeus antivacina se juntaram em um comboio feito por centenas de veículos para protestar a aderência do passaporte sanitário no continente, e depois de uma tentativa de manifestação em Paris, eles dirigem até Bruxelas nesta segunda-feira, 14.

As autoridades francesas contaram quase 1.300 veículos fazendo uma escala perto da fronteira com a Bélgica, em Lille, no último domingo, 13. Os manifestantes gritavam, de seus carros, frases como “liberdade, liberdade” e “não cedemos nada”

Jean-Pierre Schmit, um homem de 58 anos de idade, foi um dos franceses que participou do protesto em Paris, que aconteceu no último sábado, 12. Ele contou os planos dos manifestantes para a AFP:

Vamos a Bruxelas para tentar bloquear, para lutar contra esta política de controle permanente”, declarou Schmit.

Na capital da Bélgica, as manifestações “com veículos motorizados” estão proibidas pelas autoridades locais. A medida foi tomada para “para impedir o bloqueio da região de Bruxelas”. O prefeito da cidade, Philippe Close, disse que 30 veículos foram barrados de entrar nela.

Nas redes sociais, a polícia da Bélgica divulgou comunicados que recomendam que os manifestantes não vão de carro para Bruxelas em diversas línguas, como francês, holandês, alemão e inglês.