Notícias » Família Real Britânica

Ex-funcionário de Elizabeth II assume ter furtado itens avaliados em R$ 715 mil

Adamo Canto vendia os objetos na plataforma on-line eBay

Penélope Coelho Publicado em 01/12/2020, às 12h14

Fotografia de Elizabeth II, residente oficial do Palácio de Buckingham
Fotografia de Elizabeth II, residente oficial do Palácio de Buckingham - Wikimedia Commons

De acordo com reportagem publicada na última segunda-feira, 30, pela BBC, um ex-funcionário do Palácio de Buckingham, Adamo Canto, de 37 anos, se declarou culpado por três acusações de roubo no palácio real entre 11 de novembro de 2019 e 7 de agosto de 2020.

Segundo revelado na publicação, o homem trabalhava como assistente nas refeições servidas na residência real. Adamo admitiu ter roubado itens valiosos no período em que trabalhou no local, entre eles: fotografias pessoais da monarquia britânica e medalhas de prestígio.

O ex-funcionário da Rainha Elizabeth II vendia os objetos na plataforma on-line eBay, ganhando cerca de 7,7 mil libras, aproximadamente R$ 54, 9 mil reais na conversão atual da moeda.

De acordo com especialistas, os itens valem muito mais, cerca de 100 mil libras, o que corresponde a R$ 715 mil reais.

O homem afirmou que durante a pandemia de Covid-19, sua função estava mais voltada para a limpeza do palácio, por isso, conseguiu com mais facilidade o acesso aos itens pessoais da realeza.

Os furtos de Canto foram percebidos após autoridades do Palácio de Buckingham notarem a falta dos objetos e perceberam a venda dos itens on-line.

Em uma investigação, a polícia da Inglaterra encontrou uma "quantidade significativa" de itens roubados nos aposentos do ex-funcionário no Palácio de Buckingham.

Agora, sabe-se que o homem foi liberado sob fiança condicional. Contudo, o juiz responsável pelo caso Alexander Jacobs informou que é possível que Adamo Canto enfrente uma sentença de prisão.

Sobre Elizabeth II

A Rainha Elizabeth IIé uma das figuras mais icônicas da atualidade — e da História. Com quase uma centena de anos, aos 94 anos, ela é a monarca que está ocupando a mais tempo o trono do Reino Unido e de mais 15 estados independentes.

Quando a Segunda Guerra Mundial se iniciou, Elizabeth tinha apenas 13 anos de idade. Já nos estágios finais do conflito, a futura rainha, na época com 19 anos, decidiu atuar no serviço militar britânico, como motorista e mecânica.

14 primeiros-ministros já acompanharam a monarca no poder da Grã-Bretanha ao longo de sua extensa vida. Com quase um século de vida, Lilibeth já presenciou diversos momentos históricos marcantes como a Segunda Guerra Mundial e a Corrida Espacial.