Notícias » Brasil

Família faz apelo pela soltura de homem preso há 73 dias por sobrenome igual ao de traficante

Sandro dos Santos Castilho teria sido preso erroneamente após ser vinculado a Alexsandro Castilho, suposto membro de quadrilha do Rio de Janeiro

Alana Sousa Publicado em 02/06/2021, às 11h15

Imagem meramente ilustrativa de prisão
Imagem meramente ilustrativa de prisão - Divulgação/ Pixabay/ Ichigo121212

Conforme repercutiu o portal UOL, a família do pedreiroSandro dos Santos Castilho afirma que ele está preso injustamente por 73 dias por um crime que jamais cometeu. O motivo da prisão, no entanto, seria a similaridade de seu sobrenome com Alexsandro Castilho, que pertence a uma quadrilha de tráfico de drogas em São Gonçalo, Rio de Janeiro.

De acordo com a TV Globo, Alexsandro é irmão de Vanderson Pinheiro de Castilho, preso por tráfico e que estaria comandando operações criminosas de dentro da cadeia. Para a família de Sandro, ele foi erroneamente vinculado aos irmãos do crime.

“O Sandro presta serviços para a gente há 3 anos, estava indo para uma obra e acabou sendo preso. Acreditamos que seja injusto porque é um rapaz bem comprometido, não tem nenhuma falta”, disse Rafael Carvalho Beckmann, proprietário da empresa para qual Sandro prestava serviços.

A mãe de Sandro, Sônia Maria dos Santos Castilho, fez um apelo público pela soltura de seu filho: “Ele é tudo na minha vida, é trabalhador e é honesto. Eu peço à meritíssima que solte o meu filho”.

A Polícia Civil, por sua vez, afirmou que o processo de Sandro corre em segredo de Justiça, e que ele foi preso por decisão do Tribunal de Justiça.