Notícias » Entretenimento

"Ficamos surpresos e desapontados", diz produtor de Mistérios sem Solução sobre acusação feita após episódio

Após assistirem ao episódio sobre o desaparecimento de Patrice Endres, os espectadores tiveram uma reação inesperada

Pamela Malva Publicado em 20/10/2020, às 17h28

Rob e Patrice Endres
Rob e Patrice Endres - Divulgação/Netflix

Desde que foi lançada, a série documental Mistérios sem Solução, da Netflix, já conquistou uma legião de fãs que tentam desvendar os casos retratados. Segundo criador da produção, no entanto, algumas reações das pessoas foram decepcionantes.

Com o novo volume já disponível na plataforma de streaming, Terry Dunn Meurer  contou ao Newsweek alguns fatos curiosos sobre a produção. Durante a entrevista, contudo, ele disse estar "desapontado" com a reação dos espectadores.

Acontece que, segundo o criador da série, os internautas não foram nem um pouco gentis com Rob Endres, o viúvo que aparece no capítulo sobre o assassinato de Patrice Endres. Para muitos, o homem foi o verdadeiro culpado pelo homicídio.

Policiais na frente do salão de Patrice Endres / Crédito: Divulgação/Netflix

 

"Ficamos surpresos e desapontados com essa reação", lamenta Terry. "Principalmente porque pensamos em qualquer pessoa que incluímos em Mistérios sem Solução como inocentes até que se prove o contrário."

Nesse sentido, ele acredita que a imagem feita de Rob é bastante justa. "Ele é um personagem, claro, mas a polícia diz que seu álibi foi verificado e não há como ele ter cometido o crime com base no tempo em que Patrice foi sequestrada", conta.

Por fim, antes de continuar a entrevista, falando sobre outros casos retratados na série, Terry deu sua opinião sobre a morte de Patrice. "Eu acredito que Rob realmente amava Patrice e que ele é inocente até que se prove o contrário", pontua.

 

O desaparecimento de Patrice

No dia 15 de abril de 2004, a cabeleireira Patrice Endres saiu para trabalhar, como fazia todos os dias. Morando com o filho e com o marido na Geórgia, no entanto, ela nunca mais voltou para casa e ninguém soube apontar seu paradeiro.

Rob /Crédito -Divulgação Netflix

 

Durante as investigações, oficiais descobriram que uma janela de 13 minutos na rotina de Patrice poderia revelar o que realmente aconteceu com a mulher. Mais de um ano depois, em dezembro de 2005, os restos decompostos da vítima foram encontrados na floresta. O assassino? Nunca foi identificado.