Notícias » Entretenimento

Fórum revela nova aposta do K-pop: celebridades virtuais

Lee Soo-Man, fundador da SM Entertainment, falou em evento sobre um projeto que contará com artistas de inteligência artificial

Isabela Barreiros Publicado em 29/10/2020, às 14h37

Ashley O, a cantora fictícia de Black Mirror
Ashley O, a cantora fictícia de Black Mirror - Divulgação - Netflix

Na última terça-feira, 28, Lee Soo-Man, fundador da SM Entertainment, responsável por inúmeros grupos de K-pop, abriu o Fórum Mundial da Indústria Cultural falando sobre um projeto inovador — e controverso — da empresa. A nova aposta do magnata: celebridades virtuais.

A próxima geração de idols (idolos, em português) já está sendo formada: logo após a palestra, o mais novo grupo feminino de K-pop da SM foi anunciado no Twitter. Aespa fará parte da SM Culture Universe (SMCU) e contará com nada mais nada menos que um avatar de inteligência artificial (IA).

Falando sobre as novas demandas, decorrentes da pandemia e do consequente isolamento social causado pelo novo coronavírus, Lee disse: “como sugeri antes, o futuro que imagino será definido por um mundo de celebridades e robôs”. 

“No mundo das celebridades, os robôs alimentados por big data desempenharão um papel significativo. Mais importante ainda, o desenvolvimento da tecnologia de IA permitirá que avatares personalizados se adaptem à vida das pessoas”, explicou. A ideia é que o fã poderá conviver com seu ídolo virtual "como uma pessoa viva, como um amigo".

Segundo o empresário, o projeto em questão “irá anunciar o início do futuro do entretenimento", responsável por misturar as barreiras entre o virtual e o real. Nas redes sociais, muitas críticas foram feitas à empresa, mas ainda há certa curiosidade sobre o que está por vir no mundo do entretenimento.

Confira o vídeo postado na conta oficial do girl-group Aespa no Twitter, onde é possível observar a interação entre a idol Karina e sua versão de inteligência artificial, My Karina