Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Daniella Perez

Glória Perez fala sobre fotos de Daniella Perez morta, presentes no documentário

O crime contra Daniella Perez ocorreu em 1992, e escritora comenta escolha de revelar fotos brutais

Redação Publicado em 26/07/2022, às 11h12

Daniella Perez e sua mãe, a escritora Glória Perez - Divulgação/HBO Max
Daniella Perez e sua mãe, a escritora Glória Perez - Divulgação/HBO Max

O assassinato da atriz Daniella Perez foi um acontecimento que chocou todo o Brasil quando ocorreu, em dezembro de 1992. O crime foi cometido pelo também ator Guilherme de Pádua, que contracenava com a vítima na novela 'De Corpo e Alma' — que estava em desenvolvimento —, escrita pela mãe dela, a autora Glória Perez.

O corpo de Daniella Perez foi encontrado em um terreno baldio no Rio de Janeiro, com 18 marcas de punhaladas no total, o que chocou a todos os envolvidos na investigação e que viram a atriz morta, tamanha brutalidade.

Além do mais, ela estava com parte do coração exposta, e o local em que foi encontrada tinha indícios de um processo ritualístico, o que intrigou ainda mais a população na época.

O crime impactou na criação de uma das mais novas séries documentais da HBO, a 'Pacto Brutal: O Assassinato de Daniella Perez', que retrata o processo de investigação do crime realizado por Guilherme de Pádua e alguns detalhes do assassinato da jovem atriz.

"Mostrar o que fizeram"

Durante entrevista, Glória Perez conta ter entregado à produção da série sobre o assassinato de Daniella Perez todos os arquivos e fotografias do caso, que são registros bem explicitos e até mesmo incômodos sobre o crime.

Nas fotografias, por exemplo, pode se perceber até mesmo que parte do coração da vítima ficou à mostra.

Se você quer contar essa história, tem que mostrar o que eles fizeram", explicou a escritora em entrevista à Splash, da UOL. "O que me incomoda é que esse crime tenha sido cometido e que tenha sido tratado da maneira que foi. Eu acho que as fotos não deixam minimizar nada."

Glória ainda comenta sobre o quão difícil é para ela ver as imagens, mas lembra que doeu ainda mais ver presencialmente a brutalidade do crime. Para ela, ainda, o caso foi reportado de maneira errada pela mídia, que muitas vezes o classificava como se fosse um acidente — como alegava Guilherme de Pádua.

Ele dizia que foi um acaso. Mas, não foi uma coisa casual. Quando você olha aquelas fotos, você vê que não tem nada de momento, foi feito de uma forma quase ritualística", disse Glória Perez. "Entreguei e confiei neles. Não vou discutir a proporção das fotos, mas sim a brutalidade contida naquelas fotos", acrescentou, sobre a disponibilização das imagens para os diretores de 'Pacto Brutal'.
Glória Perez, escritora e mãe de Daniella Perez, jovem atriz assassinada em 1992
Glória Perez, escritora e mãe de Daniella Perez, jovem atriz assassinada em 1992 / Divulgação/HBO Max

Por fim, durante a entrevista à Splash a autora ainda falou sobre a necessidade que sentia de voltar a falar do assunto da morte de sua filha:

[...] eu queria que o processo falasse. O que me levou a aceitar fazer parte desse projeto e ceder todo o meu arquivo à HBO foi a proposta de que eles se ateriam aos autos do processo. Não se trata mais de apresentar versões. É o processo que fala e é só por ele que você pode entender o que aconteceu e o porquê dois psicopatas foram condenados por homicídio duplamente qualificado."

O site Aventuras na História está no Helo! Não fique de fora e siga agora mesmo para acessar os principais assuntos do momento e reportagens especiais. Clique aqui para seguir.