Notícias » Guiné

Golpe na Guiné: militares afirmam que presidente foi capturado; governo nega

O presidente Alpha Condé apareceu cercado por militares em vídeo, segundo jornalista

Redação Publicado em 06/09/2021, às 09h47

O presidente Alpha Condé
O presidente Alpha Condé - Wikimedia Commons / Serviço de imprensa do Presidente da Federação Russa

De acordo com informações do UOL, um grupo de militares afirmou, no último domingo, 5, que capturou o presidente da Guiné, Alpha Condé, e promoveu um golpe no país. Contudo, o Ministério da Defesa nega ambas as informações.

Segundo o portal de notícias, o chefe de Estado aparece cercado pelos golpistas em um vídeo enviado a um jornalista da agência de notícias AFP. O grupo afirma que, após prenderem Condé, decidiu "suprimir a Constituição em vigor, dissolver as instituições, e também o governo, assim como fechar fronteiras terrestres e aéreas."

Em comunicado, o ministério chegou a reconhecer que os militares envolvidos "espalharam o medo" em Conakri, capital do país. No entanto, afirmou que conseguiu conter a tentativa de golpe: "A guarda presidencial, apoiada por forças de defesa e segurança, leais e republicanos, contiveram a ameaça e repeliram o grupo agressor".

Conforme o UOL, ao menos 25 indivíduos foram presos ontem pela manhã, suspeitos de terem participado do golpe contra o presidente Alpha Condé, eleito em 2010 e reeleito em 2015. As agências internacionais apontam como líder do motim o coronel Mamady Doumbouya