Notícias » Austrália

Grande descoberta revela escola da Austrália antes da Corrida do Ouro, em 1840

Mais de 50 mil objetos foram desenterrados nessa que é a estrutura mais antiga da cidade de Melbourne

André Nogueira Publicado em 26/05/2020, às 06h00 - Atualizado às 07h33

Objetos encontrados no sítio
Objetos encontrados no sítio - Divulgação

Uma escavação na cidade de Melbourne revelou um gigante acervo arqueológico da Austrália pré-Corrida do Ouro, concentrado nas ruínas de uma escola de mulheres e jovens da década de 1840. A prospecção, parte da avaliação do terreno de uma construtora, revelou mais de 50 mil artefatos, incluindo também um silo e um estábulo das décadas seguintes.

Segundo Jeremy Smith, da agencia de Patrimônio local, as fundações de arenito da escola indicam se tratar de um dos edifícios mais antigos da cidade. "O arenito é um verdadeiro marcador para nós de que estamos lidando com algo muito antigo. Estamos vendo um dos primeiros edifícios construídos em Melbourne”, afirmou ao WA Today.

Placa encontrada no local / Crédito: Divulgação

 

Entre os objetos, foram encontrados joias, pincéis, agulhas, alfinetes, materiais de escrita, moedas, anéis, cachimbos e objetos lúdicos como bolinhas de gude e dominós. Resquícios de materiais dos mais diversos, entre eles metal, vidro e barro, podem revelar mais informações sobre o passado do país. Um objeto que se destacou foi uma tábua repleta de túneis de vermes da época.

Estrutura da escola / Crédito: Divulgação

 

“Este sítio é uma janela única para a vida no início de Melbourne. Esses artefatos e edifícios nos ensinarão coisas que não podemos aprender com outras fontes históricas”, afirmou Richard Wynne, Secretário do Planejamento do governo federal. "Esta descoberta revelou uma parte fascinante da nossa história e permite que todos os vitorianos aprendam mais sobre nossa cidade e estado."