Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Coreia do Norte

Kim Jong-Un se irrita por forma como Coreia do Norte combate a pandemia

País confirmou 50 mortes após surto de infecção por “febre”

Fabio Previdelli Publicado em 16/05/2022, às 12h51

Kim Jong-Un líder supremo da Coreia do Norte - Getty Images
Kim Jong-Un líder supremo da Coreia do Norte - Getty Images

Nesta segunda-feira, 16, a imprensa estatal norte-coreana informou que o líder supremo Kim Jong-Un não está nada satisfeito como seu país vem respondendo à pandemia de Covid-19. Ele ainda ordenou que o Exército ajude na distribuição de medicamentos. 

A imprensa oficial também noticiou que mais de um milhão de pessoas foram infectadas com o que o governo chamou de “febre”. A insatisfação de Kim é ainda maior pois ele ordenou que um grande confinamento nacional fosse feito, algo que não foi seguido pela população. 

Segundo a AFP, o Líder Supremo ainda “criticou de modo veemente” os profissionais da área da saúde, indicando que eles vem atuando de forma deficiente em relação à prevenção epidêmica

Por fim, a KCNA informou que o norte-coreano ordenou que a comissão militar atuasse "para estabilizar imediatamente o fornecimento de medicamentos na cidade de Pyongyang envolvendo as poderosas forças do ramo médico do Exército Popular".

Kim no combate à Covid

Kim Jong-Un assumiu a liderança da questão diante da crescente de casos registrados no país. Quase diariamente o Líder Supremo participa de reuniões como o gabinete político para tratar questões referentes ao surto.

A KCNA relatou que Kim afirmou, no último domingo, 15, que "as ordens não foram devidamente seguidas e os medicamentos não foram fornecidos às farmácias" — os estabelecimentos também não teriam seguido a ordem de trabalhar 24 horas por dia.