Notícias » Argentina

Maradona teria caído e batido a cabeça dias antes de morrer, diz TV argentina

Médico pessoal de Diego, que está sendo acusado de negligência médica, disse que não sabia do acidente. “Se houve algo, a autópsia vai revelar”

Fabio Previdelli Publicado em 30/11/2020, às 10h05

Maradona atuando como treinador
Maradona atuando como treinador - Wikimedia Commons

Uma semana depois de receber alta, Diego Armando Maradona caiu em sua casa e bateu o lado direito de sua cabeça. O acidente teria acontecido no último dia 19, quarta-feira, sete dias antes do ex-jogador morrer em consequência de uma parada cardiorrespiratória.  

A informação foi dada em primeira mão pelo canal TV C5N, de Buenos Aires, no último domingo, 29. O acidente foi relatado no depoimento dos enfermeiros que investigaram a morte de Diego. O ocorrido foi confirmado pelo colunista do UOL, Tales Torraga, que informou que Ricardo (que não teve o sobrenome divulgado) e Dahiana Gisela Madrid, os dois profissionais que cuidaram do ex-jogador em suas últimas 24 horas de vida, reportaram isso em suas afirmações. 

Questionado sobre o evento, Leopoldo Luque, médico pessoa de Diego, disse que não sabia da queda. “Se houve algo, a autópsia vai revelar”, disse em entrevista coletiva realizada ontem na Argentina.  

A possível queda de Maradona é considerada uma peça fundamental para se descobrir se houve ou não negligência médica no atendimento do ídolo argentino, afinal, ele não saiu de sua casa e tampouco foi atendido para saber se o golpe teria lhe causado outras lesões.  

A queda teria atingido a parte direita do crânio de Dieguito, enquanto a cirurgia foi feita no lado esquerdo. Porém, devido a sua complexidade e ao pouco tempo de alta, a averiguação do acidente não poderia ter passado batido.  

De acordo com a C5N, a queda aconteceu devido a falta de firmeza nos joelhos de Maradona. A única coisa sobre Leopoldo e o craque argentino que se sabe de fato, é que os dois se desentenderam na quinta-feira anterior à morte de Diego, no dia 19, quando o ídolo argentino o teria expulsado aos empurrões. “Minha relação com ele era assim, ele me expulsava e depois me ligava”, disse Luque.  

Sobre Maradona

O jogador iniciou sua carreira no Argentinos Juniors, se profissionalizando em 1976, onde marcou 149 gols em 166 jogos. Depois disso, teve passagens marcantes no Barcelona-ESP e no Napoli-ITA, antes de retornar para a Agentina, onde encerrou a carreira com 446 gols por clubes. Pela Seleção Argentina, disputou 91 jogos, marcando 34 gols e vencendo uma Copa do Mundo.