Notícias » Personagem

Ministro do Reino Unido quer provas de que a princesa Latifa está "viva e em bom estado de saúde"

A filha do emir de Dubai publicou vídeos em que afirma estar em cárcere privado, colocando o mundo em alerta

Alana Sousa Publicado em 17/02/2021, às 12h00

Princesa Latifa em vídeo
Princesa Latifa em vídeo - Divulgação

Após a princesaLatifa, filha do emir de Dubai, Mohammed bin Rashid Al Maktoum, publicar uma série de vídeos em que afirma ter sido sequestrada pelo próprio pai, o Reino Unido exige provas de que a jovem está viva e bem.

Dominic Raab, ministro das Relações Exteriores, disse nesta manhã de quarta-feira, 17, que “as pessoas gostariam (...) de vê-la viva e em bom estado de saúde (...) e certamente ficaríamos felizes com isso", conforme noticiou o portal UOL.

As imagens de Latifa foram repercutidas pela BBC e agora ganharam o mundo. “Essas imagens são muito angustiantes. É um caso muito difícil. E acho que é preocupante”, alegou Raab em entrevista à Sky News.

Nas gravações, a mulher revela sua situação de desespero: “Estou em uma mansão. Estou sequestrada, e esta mansão virou uma prisão”. E continua, “Eu me preocupo todos os dias com a minha segurança e com a minha vida (...) A polícia me disse que ficarei na prisão por toda minha vida e que nunca mais verei o sol”.

Esta não é a primeira vez que as filhas do emir fazem acusações contra ele. Em 2000, Shamsa fugiu de suas férias e conseguiu escapar por dois anos, até ser encontrada e levada de volta para Dubai, revelou sua irmã mais velha, Latifa.

Além do ministro britânico, o Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos afirmou à BBC que contatará os emirados Árabes para saber sobre a princesa sequestrada.