Busca
Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaYoutube Aventuras na HistóriaTiktok Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / 11 de setembro

Morre homem que lutou pelos direitos dos socorristas dos ataques de 11 de setembro

Joseph Zadroga lutou pelos direitos dos socorristas de 11 de setembro após seu filho, um policial, morrer de um problema respiratório relacionado ao ataque

Redação Publicado em 15/01/2024, às 17h49

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Joseph Zadroga - Getty Images
Joseph Zadroga - Getty Images

Joseph Zadroga, conhecido por seu trabalho em defesa dos socorristas do ataque de 11 de setembro, morreu no último sábado, 13, após um acidente no estacionamento de um hospital do estado americano de Nova Jersey. O incidente fatal está sob investigação. 

Segundo um comunicado divulgado pelo Departamento de Polícia de Galloway Township, um homem de 82 anos manobrava seu SUV em uma vaga do estacionamento do Instituto de Reabilitação Bacharach, quando acelerou e bateu contra o veículo estacionado de Zadroga, antes de atingi-lo também.

Conforme repercutido pelo site da revista People, Zadroga, de 76 anos, ficou “preso embaixo” do veículo. “Foram realizadas medidas de salvamento no local e Zadroga foi transportado para a Divisão do Continente do Centro Médico Regional AtlantiCare, onde mais tarde foi declarado falecido”, afirmou o departamento de polícia em comunicado.

Ativismo

Ele era pai James Zadroga, um detetive do Departamento de Polícia de Nova York, que morreu em razão de um problema respiratório em 2006, relacionado a sua atuação no local do ataque terrorista

Além de trabalhar como chefe de polícia no Departamento de Polícia de North Arlington, em Nova Jersey, Joseph Zadroga ficou conhecido por seu trabalho em defesa dos socorristas do 11 de setembro e de suas famílias.

Seu ativismo culminou na Lei James Zadroga de Saúde e Compensação de 11 de setembro de 2010, uma norma que prevê benefícios federais de saúde para os socorristas que adoeceram após os ataques. 

Eu só quero que todos lá fora, as vítimas que ficaram doentes, tenham os cuidados de saúde que merecem, porque Jimmy não os recebeu”, afirmou Zadroga durante um comício em 2014.

Homenagens

Após a divulgação da nota de falecimento de Zadroga, figuras públicas e cidadãos comuns utilizaram suas plataformas nas redes sociais para prestar homenagem ao ativista, como o Memorial e Museu do 11 de Setembro:

Estendemos nossas mais profundas condolências à família de Joseph Zadroga e nos juntamos aos muitos membros da comunidade do 11 de setembro que lamentam sua perda. O ex-chefe do departamento de polícia de North Arlington, NJ, foi um dos primeiros defensores de nosso país em nome das pessoas afetadas por doenças relacionadas ao 11 de setembro e sua defesa incansável ajudou a criar a Lei Zadroga de Saúde e Compensação do 11 de Setembro.”, diz a nota publicada no X, antigo Twitter. 

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!