Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Onde morou Guimarães Rosa: Restauração de casas tombadas em BH é finalizada

Usada como cenário no filme 'O Menino Maluquinho', de 1995, sua reconstrução fiel na capital mineira durou 2 anos

Wallacy Ferrari Publicado em 02/02/2022, às 08h53

Montagem com Guimarães Rosa e casa tombada de conjunto onde morou o autor - Divulgação / Amazon / Google Street View
Montagem com Guimarães Rosa e casa tombada de conjunto onde morou o autor - Divulgação / Amazon / Google Street View

Um conjunto de 13 casas tomadas pelo patrimônio histórico de Belo Horizonte, localizado na rua Congonhas, no bairro Santo Antônio, tive sua restauração concluída no início desta semana, recebendo pintura em cores vivas após ter a estrutura, anteriormente muito danificada com a ação do tempo, inteiramente refeita.

As residências foram construídas entre os anos de 1924 e 1925 e o projeto de restauro foi iniciado em 2019, quando tapumes sobrepuseram a fachada das residências. Com as reformas parcialmente paralisadas durante a crise sanitária causada pela covid-19 no início da pandemia, a entrega foi feita apenas no fim de janeiro de 2022, como informou o portal G1.

Tombadas desde agosto de 2007 pelo Conselho Deliberativo do Patrimônio Cultural do Município (CDPCM), parte das casas serviram de cenário para o filme "O Menino Maluquinho", lançado em 1995,

Além disso, especificamente no cruzamento com a rua Congonhas, a casa de esquina abrigou o escritor Guimarães Rosa, famoso pelas obras 'Grande Sertão: Veredas' e ' Sagarana'.

O autor morou na residência a partir de 1929, quando casou-se com a primeira esposa, Lygia Cabral Penna. Tal marco serviu de argumento para a defesa de munícipes que, nos anos anteriores ao projeto de restauração, solicitavam maiores cuidados com as casas históricas dados os avanços imobiliários na região.