Notícias » Turquia

Na Turquia, pesquisadores desenterram paleta de pintura de pedra de 5 mil anos

Com muitos vestígios de tinta vermelha, o item provavelmente era utilizado para pintar recipientes feitos de argila

Caio Tortamano Publicado em 09/09/2020, às 18h24

Paleta de cores em pedra encontrada em Küllüoba, Turquia
Paleta de cores em pedra encontrada em Küllüoba, Turquia - Divulgação

O sítio arqueológico localizado onde hoje estão as ruínas de Küllüoba, na província turca de Eskisehir, é rico em evidências e pistas de como seria o estilo de vida das pessoas que viviam no local há 4.500 anos atrás. Pesquisadores já descobriram itens como fornos e fogões, provavelmente utilizados para a confecção de artesanatos em argila.

Agora, arqueólogos acreditam ter feito uma nova descoberta impressionante, que é corroborada pelos achados já feitos na região: uma paleta de tintas de 5 mil anos, utilizada pelos locais nesse tipo de arte.

“Há vestígios de resíduos de tinta. Na paleta que encontramos, os resíduos de tinta vermelha parecem muito bons. Achamos que esta paleta foi usada para pintar recipientes. Podemos datar a paleta para 2.900-3.000 anos a.C. Faremos uma análise das marcas de tinta nos próximos dias quanto a conteúdo e pigmento. É um achado importante, empolgante e inédito”, acrescentou Murat.

Visão aérea do sítio arqueológico de Küllüoba / Crédito: Divulgação

 

Dos anos 3.500 a 1.900 antes de Cristo, Küllüoba, na província turca de Eskisehir, foi constantemente habitada, de acordo com arqueólogos que investigam o lugar desde 1996. O professor Murat Türkteki, diretor das escavações em Küllüoba, afirma que o local estava justamente no meio de uma rota de comércio na antiga Turquia.

“É um dos assentamentos na linha de comércio que se estende do norte da Síria aos Bálcãs de 2.400 a 2.300 a.C. É certo que esta planície era usada para o comércio de caravanas. O controle da planície também acontecia graças a Küllüoba.”, afirma Türkteki.