Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Talibã

À pedido do Talibã, EUA devem enviar auxílio após terremoto no Afeganistão

Talibã solicita ajuda à ONU por não possuir recursos suficientes para continuar com buscas à desaparecidos

Luisa Alves, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 22/06/2022, às 16h19

Terremoto no Afeganistão - Reprodução/Twitter
Terremoto no Afeganistão - Reprodução/Twitter

ONU anuncia que Talibã pediu ajuda para auxílio na busca de desaparecidos no terremoto que ocorreu no Afeganistão, na quarta-feira, 22. Horas depois do ocorrido, a Organização das nações Unidas e países do ocidente anunciaram ajuda a Cabul. 

Terremoto que deixou mais de 1.000 mortos é risco de "desastre humanitário" de acordo com governo afegão. O país é governado pelo Talibã desde agosto de 2021. O movimento anunciou não possuir recursos suficientes para continuar com as buscas e oferecer suporte aos afetados, recorrendo à ONU.

Localizada em uma região no leste do país, a área afetada fica perto da fronteira com o Paquistão e é montanhosa e remota. O terremoto que foi sentido pela capital Cabul, na Índia e Paquistão, ocorreu no ínicio da madrugada a 10km de profundidade. 

O sismo ocorreu enquanto o país enfrenta uma grave crise econômica. Famílias afegãs encontraram dificuldades para colocar comida à mesa devido à alta inflação. Segundo o USGS (Serviço Geológico dos Estados Unidos), a magnitude do terremoto é de 5,9, não considerada muito alta. Governo solicitou ajuda imediata aos feridos e afetados pelo temor. As informações são do G1.

"Pedimos às agências de ajuda que proporcionem assistência imediata às vítimas do terremoto para evitar um desastre humanitário", afirmou o vice-porta-voz do governo, Bilal Karimi.

Dificuldade de acesso à área 

O grande número de mortos é devido também a região onde o tremor ocorreu. A área localizada em uma região no leste do país é extremamente montanhosa e com muitas aldeias em condição precária. A região é de difícil acesso, o  que dificulta o envio de ajuda. 

O terremoto ocorreu por volta das 1h30 a 44 km da cidade Khost, perto da fronteira com o Paquistão, sendo sentido na capital Cabul e em seus vizinhos, Índia e Paquistão.