Notícias » Segunda Guerra

Pintura roubada por nazistas é encontrada em museu de Nova York

O quadro, que pertencia a uma família judia, foi aprendido quando os donos começaram a ser perseguidos na Alemanha

Fabio Previdelli Publicado em 25/10/2019, às 10h49

Winter, da artista americana Gari Melchers
Winter, da artista americana Gari Melchers - Reprodução

Em 1933, uma família judia que vivia na Alemanha teve uma pintura confiscada pelos nazistas. No entanto, no mês passado, a obra de arte — intitulada Winter, da artista americana Gari Melchers — foi reconhecida enquanto estava em exibição no Arkell Museum, em Nova York.

Antes de ser levado pelos nazistas, o quadro pertencia ao editor alemão e filantropo Rudolf Mosse. Agora, a peça está sob a guarda do FBI até que ela possa ser devolvida à família de Mosse. A recuperação faz parte de um esforço internacional para localizar obras de arte que foram confiscadas pelos nazistas.

A pintura foi adquirida pelo filantropo em 1900, durante a Grande Exposição de Arte de Berlim. Mas, posteriormente, foi tomada pelos nazistas — junto com o restante do acervo da família — quando Mosse e seus familiares tiveram que fugir do país depois que começaram a ser perseguidos por serem judeus e porque eram afiliados ao Berliner Tageblatt (um jornal crítico do partido nazista).

Em 1934, o trabalho foi adquirido pelo industrial americano Bartlett Arkell de uma galeria da cidade de Nova York. Era parte de sua coleção pessoal antes de se tornar parte do museu que leva seu nome.

A diretora executiva e curadora-chefe do museu, Susan D. Friedlander, disse em uma entrevista a BBC, que todos estavam "muito chateados" por descobrirem a história por trás da pintura. O museu renunciou a todos os direitos sobre a obra.