Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Brasil

Piquet usou novamente termo racista e outro homofóbico ao falar de Hamilton

Em outro trecho da entrevista de 2021, o ex-piloto xingou Lewis e a família Rosberg. Veja o vídeo!

Redação Publicado em 01/07/2022, às 12h30

Registro da entrevista de Piquet e foto de Hamilton durante temporada da Fórmula 1 - Divulgação/ Youtube/ Grande Prêmio e Getty Images
Registro da entrevista de Piquet e foto de Hamilton durante temporada da Fórmula 1 - Divulgação/ Youtube/ Grande Prêmio e Getty Images

Em um outro trecho de entrevista concedia por Nelson Piquet para o jornalista Ricardo Oliveira, em novembro de 2021, novamente o ex-piloto usou o termo racista “neguinho” e ainda diferiu ofensas homofóbicas ao falar sobre Lewis Hamilton.

Durante esse episódio, divulgado pelo site Grande Prêmio na quinta-feira, 29, o brasileiro é perguntado sobre a temporada de 1982 da Fórmula e o que achava do campeão daquele ano, Keke Rosberg. Enfaticamente, ele responde que o campeão 'era um bosta' e ‘insignificante’, ainda falando sobre o seu filho também campeão, Nico Rosberg,

O Keke? Era um bosta, não tinha valor nenhum. É que nem o filho dele [Nico]. Ganhou um campeonato. O 'neguinho' devia estar dando mais c* naquela época, aí tava meio ruim", disse Piquet.

Primeira polêmica com Hamilton

Um outro trecho amplamente divulgado da entrevista dada para Ricardo em 2021, enfureceu internautas no mundo inteiro. Na ocasião, Piquet se referiu a Hamilton como 'neguinho'. Ele comparava os acidentes que envolveram Ayrton Senna e Alain Prost, com o que ocorreu entre Hamilton e Verstappen.

O neguinho [Lewis Hamilton] meteu o carro e não deixou [desviar]. O Senna não fez isso. O Senna saiu reto. O neguinho meteu o carro e não deixou [Verstappen desviar]. O neguinho deixou o carro porque não tinha como passar dois carros naquela curva. Ele fez de sacanagem. A sorte dele foi que só o outro [Verstappen] se fodeu. Fez uma put* sacanagem", disse ele. 

Como resposta, o heptacampeão se manifestou sobre o episódio através de sua conta oficial no Twitter: 'Vamos focar em mudar a mentalidade', escreveu ele inicialmente. Em seguida, ele destacou que esse tipo 'mentalidade arcaica precisa mudar'. 

"É mais do que linguagem. Essas mentalidades arcaicas precisam mudar e não têm lugar no nosso esporte. Fui cercado por essas atitudes e alvo de minha vida toda. Houve muito tempo para aprender. Chegou a hora da ação", enfatizou Hamilton.