Notícias » Estados Unidos

Por ômicron, dose de reforço é recomendada nos EUA

A recomendação do Centro de Controle e Prevenção de Doenças é para todos os adultos do país

Penélope Coelho Publicado em 02/12/2021, às 09h47

Imagem ilustrativa de uma pessoa recebendo vacina
Imagem ilustrativa de uma pessoa recebendo vacina - Getty Images

No início desta semana, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC) passou a recomendar que todos os adultos já vacinados tomem contra Covid-19 tomem a dose de reforço, em meio à nova variante ômicron.

Segundo a instituição, a dose de reforço é recomendada após seis meses desde a segunda dose da vacina Pfizer ou Moderna, ou, dois meses após a dose única da vacina da Johnson.

De acordo com informações publicadas pelo portal CNN, a recomendação acontece em decorrência do surgimento da nova cepa do vírus identificada inicialmente na África do Sul.

"O recente surgimento da variante Omicron (B.1.1.529) enfatiza ainda mais a importância da vacinação, reforços e esforços de prevenção necessários para proteger contra COVID-19", afirmou em comunicado a diretora do CDC, Rochelle Walensky.

Na última quarta-feira, 1, o país confirmou que registrou o primeiro caso da nova cepa, em Los Angeles. O paciente em questão voltou da África do Sul recentemente. Ele já havia sido vacinado com as duas doses e apresenta sintomas leves.