Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Crimes

Preso ontem, Paulo Cupertino enfrentará 1ª audiência de custódia nesta manhã

Cupertino é suspeito de executar o jovem ator Rafael Miguel e seus pais

Fabio Previdelli Publicado em 17/05/2022, às 10h16

Paulo Cupertino e o ator Rafael Miguel - Divulgação/ Arquivo Pessoal
Paulo Cupertino e o ator Rafael Miguel - Divulgação/ Arquivo Pessoal

Na noite de ontem, 16, Paulo Cupertino foi preso após três anos de buscas. Ele é suspeito de matar o ator Rafael Miguel, de 22 anos, que era namorado de sua filha, e também os pais do jovem. O caso aconteceu em junho de 2019. 

Na manhã de hoje, 17, Cupertino deverá passar por sua primeira audiência de custódia, que deverá definir para qual Centro de Custódia Provisória ele será encaminhado. Após ser detido por policiais da 6ª Seccional, ele foi levado para um Distrito Policial localizado no Jardim Miriam, na zona sul da capital paulista. 

Em seguida, foi enviado para a Delegacia Geral de Polícia e acabou passando a noite no 77º DP, no bairro de Santa Cecília. Durante o momento de sua prisão, ele chegou a ser indagado por jornalistas que cobriam a operação. Em todos os momentos Cupertino se declarou inocente

Lógico que não matei. A polícia vai saber [quem foi]”, disse a um repórter do Cidade Alerta. 

Perguntado, então, o motivo de ter se escondido durante todo esse tempo, ele alegou que “todos estavam atrás de mim”: “O Brasil querendo me linchar. Eu sou inocente”. Namorada de Rafael e filha de Paulo, a jovem Isabela Tibcherani, no entanto, o classificou diversas vezes como um “homem agressivo, possessivo e egoísta”, recordou o UOL.

Relembre o caso

Em junho de 2019, Rafael realizava uma visita à casa de sua namorada, Isabela Tibcherani, de 18 anos, juntamente com seus pais. O objetivo da visita seria conversar com Paulo Cupertino, que era o pai da moça, sobre o namoro dos dois.

O encontro rapidamente se tornou um banho de sangue quando o comerciante de 48 anos apareceu armado na residência, segundo divulgado na época pelo site Catraca Livre.  O homem atirou 13 vezes: sete dos disparos atingiram o rapaz, enquanto os seis restantes tiraram a vida de seus progenitores. 

“Ele nunca aprovou meu relacionamento. Meu pai tem um ciúme possessivo, doentio, não só comigo, mas também com a minha mãe. Ele não gosta de mulher”, afirmou Isabela em entrevista ao programa “Balanço Geral”, da Rede Record, alguns dias após o ocorrido. 

O jovem casal tinha acabado de completar um ano de relacionamento, como informava a última publicação de Rafael em sua conta do Instagram: “Feliz primeiro ano! Eu te amo demais, mulher maravilhosa”, escreveu o rapaz, postando uma foto dos dois.