Notícias » Reino Unido

Reino Unido investiga 'falso padre' que invadiu castelo de Elizabeth II

O farsante conseguiu passar pelo sólido esquema de segurança e chegou a comer junto de soldados reais

Wallacy Ferrari Publicado em 03/05/2022, às 13h07

Elizabeth II ao lado de guardas reais
Elizabeth II ao lado de guardas reais - Getty Images

O Exército britânico revelou em comunicado na manhã desta terça-feira, 3, que uma investigação interna foi iniciada no Castelo de Windsor, lar da rainha Elizabeth II, após diversos relatos de que um homem, fingindo ser padre, entrou no palácio real e passou uma noite junto de soldados encarregados de proteger a monarca.

A polêmica estourou após uma reportagem do jornal britânico The Sun, informando que o impostor religioso não sofreu nenhum tipo de impedimento para entrar no quartel dos Coldstream Guards, nome em inglês do regimento da infantaria britânica que protege os palácios reais.  

A matéria enaltece que ele sequer precisou mostrar credenciais de cadastro, documentos de identificação ou algum certificado que comprovasse sua função religiosa, atravessando as passagens do palácio apenas fantasiado como um padre. Por lá, ainda sentou-se com agentes de segurança e aceitou comida e bebida que ofereceram.

Perigo real

Apesar da invasão, no momento da passagem do farsante, a rainha Elizabeth IInão estava no castelo. A data onde o rapaz fez a passagem é estimada na última quarta-feira, 27 de abril. Contudo, tal fato chama atenção para as falhas de segurança da residência oficial, sendo tratado com rigor pelo Ministério da Defesa inglês.