Notícias » Rússia

Segundo hospital, opositor russo Alexei Navalny teria sido envenenado

Novos exames revelaram substância ainda desconhecida no sistema nervoso do crítico de Putin

Isabela Barreiros Publicado em 24/08/2020, às 13h38

Alexei Navalny em 2017
Alexei Navalny em 2017 - Wikimedia Commons

Na última quinta-feira, 20, Alexei Navalny foi internado em um hospital na Sibéria após desmaiar em um avião a caminho de Moscou, capital da Rússia, que precisou fazer um pouso de emergência. O homem é considerado líder da oposição ao atual governo no país e sua equipe logo considerou-o como vítima de um envenenamento, o que agora é reforçado por clínica alemã, conforme informações do The Guardian.

Enquanto estava internado na Rússia, exames foram realizados para determinar a causa dos problemas. No entanto, de acordo com Anatoly Kalinichenko, vice-diretor do hospital de Omsk, alegou que “até o momento, nenhum veneno foi identificado no sangue e na urina”.

Navalny foi transferido para a Alemanha a pedido de sua família e novas análises foram realizadas no hospital Charité de Berlim. Agora, elas indicam que o opositor foi realmente envenenado, como atestava a equipe do ativista, embora os médicos ainda não tenham identificado a substância em questão.

Em nota, a clínica disse: “O resultado da doença permanece incerto e as consequências de longo prazo, especialmente na área do sistema nervoso, não podem ser descartadas neste momento”.

No Twitter, a porta-voz de Navalny, Kira Yarmysh, fez críticas aos resultados obtidos no hospital russo. “Dissemos que Alexei foi envenenado desde o início, apesar das declarações dos médicos e propagandistas do governo de Omsk. Agora nossas palavras foram confirmadas por análises de um laboratório independente. O envenenamento de Navalny não é uma hipótese, é um fato”, afirmou