Notícias » Brasil

Sigilos bancários e fiscais do vereador Carlos Bolsonaro são quebrados

O político é alvo de investigação sobre esquema de rachadinha e funcionários fantasmas

Redação Publicado em 01/09/2021, às 08h35 - Atualizado às 09h54

O vereador Carlos Bolsonaro em 2020
O vereador Carlos Bolsonaro em 2020 - Getty Images

De acordo com informações publicadas pelo portal de notícias G1, na última terça-feira, 31, o vereador do Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro (Republicanos) teve a quebra dos sigilos bancário e fiscal determinada.

A decisão aconteceu no Tribunal de Justiça do RJ e se baseia em uma investigação para apurar a contratação dos chamados “funcionários fantasmas” no gabinete parlamentar.

Além disso, segundo revelado na reportagem, agora o Ministério Público do Rio também levanta a possibilidade de que um esquema de “rachadinha” tenha acontecido no gabinete de Carlos.

Sabe-se que o MPRJ afirma ter indícios de que funcionários contratados para o gabinete do filho do presidente do Brasil não tenham cumprido o expediente exigido de 40 horas semanais.

A investigação quer entender se esses profissionais são funcionários fantasmas contratados com objetivo de desviar salários, por isso, os sigilos do vereador foram quebrados.