Notícias » Arqueologia

Teste de DNA revela antigo mistério de túmulo viking

Arqueólogos realizaram uma importante descoberta quase 40 anos após túmulo ter sido encontrado

Giovanna Gomes Publicado em 08/10/2020, às 09h55

Túmulo de Gerdrup
Túmulo de Gerdrup - Foto: Museu Roskilde

A descoberta do Túmulo de Gerdrup foi, sem dúvidas, um grande feito da arqueologia e, desde que foi encontrado há quase 40 anos, tem gerado muitas teorias sobre quem seriam as pessoas nele enterradas e o que teria acontecido com elas. 

Durante muitos anos, os arqueólogos buscaram entender o caso, sendo que uma das hipóteses era de que o homem teria sido um escravo sacrificial. No entanto, os recentes estudos revelaram que as duas pessoas eram, na verdade, mãe e filho, algo que somente pode ser constatado graças a um exame de DNA.

Em entrevista à TV2 Lorry, o arqueólogo e curador sênior do Museu de RoskildeOle Kastholm declarou: “É um resultado incrivelmente emocionante e surpreendente que temos aqui. Precisamos considerar cuidadosamente o que isso significa.” E prossegue: “Precisamos verificar se outras sepulturas e outras fontes de material da Era Viking podem revelar alguns padrões que podem nos ajudar a resolver este caso”

O túmulo tem ainda outra grande importância para a história, sendo foi a partir dessa descoberta que se pode provar que as mulheres vikings eram enterradas com armas, uma vez que junto à mulher encontrada havia uma lança.