Notícias » Família Real Britânica

Três funcionários receberam milhões no testamento do Príncipe Philip, diz veículo

A informação foi divulgada por um jornal britânico que consultou uma pessoa próxima à Família Real Britânica

Ingredi Brunato, sob supervisão de Thiago Lincolins Publicado em 27/05/2021, às 18h51

Foto do príncipe Philip
Foto do príncipe Philip - Getty Images

Segundo divulgado pelo site britânico The Sun, o Príncipe Philip, que veio a óbito em abril deste ano, realizou uma ação curiosa em seu testamento, deixando uma parcela milionária de sua herança para um trio de funcionários. 

"Ao contrário de alguns outros membros da realeza, Philip foi generoso com os três homens que cuidaram dele. Isso inclui seu secretário particular, brigadeiro Archie Miller Bakewell, seu pajem William Henderson e o criado pessoal Stephen Niedojadlo", explicou uma fonte próxima à Família Real em entrevista com o jornal inglês. 

A quantia benevolente que será dividida entre os funcionários dedicados é de 30 milhões de libras esterlinas, ou o equivalente a 224 milhões de reais. 

Outros nomes no testamento do Duque de Edimburgo, mais evidentes, são o de sua esposa, a Rainha Elizabeth II, e também de seus netos (incluindo Harry, apesar do afastamento recente realizado pelo Duque de Sussex em relação à monarquia). Os valores dessas porções da herança, contudo, não foram divulgados. 

Ainda de acordo com a fonte que falou com o The Sun, a justificativa dessa última parte seria de que Philip não fazia o estilo de avô que "pune um neto por se comportar mal".