Notícias » Ciência

Uma pandemia semelhante à que vivemos hoje pode ter ocorrido na Ásia há 25 mil anos, diz estudo

Segundo um estudo de geneticistas americanos e australianos, os seres humanos já teriam enfrentado um vírus semelhante ao coronavírus

Giovanna Gomes Publicado em 23/11/2020, às 09h07

Coronavirus
Coronavirus - Pixabay

A partir do estudo dos genomas humanos modernos, o qual foi publicado recentemente, um grupo de cientistas australianos e americanos puderam analisar como as antigas epidemias moldaram nosso DNA.

“Ao longo dos últimos milhões de anos de evolução, os humanos provavelmente foram afetados por centenas ou talvez milhares de epidemias", disseram os cientistas em artigo publicado recentemente na BioRXiv. Segundo eles, o Sars-CoV-2, que causou a atual pandemia de covid-19, já existia há 25.000 anos.

Ainda de acordo com os pesquisadores, o estudo confirmou que os eventos adaptativos foram limitados a populações do leste asiático. Um antigo vírus semelhante ao corona pode, portanto, ter atingido essas populações.

No entanto, conforme afirma no artigo, o professor David Enard, da Universidade do Arizona, diz que os sobreviventes de uma pandemia “não são pessoas superiores, mas aquelas com proteínas danificadas, equipamentos defeituosos em suas células que os vírus não poderiam usar". Assim, ele conclui que "os vírus não nos ajudaram a evoluir, mas nos impediram". “Ainda estamos muito, muito longe de ter amostrado até mesmo uma pequena proporção de todos os vírus que estão por aí à espreita em diferentes espécies.”

“À medida que sequenciamos mais genomas humanos e genomas de outras espécies, seremos capazes de aprender mais e mais sobre epidemias antigas, não apenas na evolução humana, mas na evolução de muitas outras espécies potencialmente. E isso pode nos dizer muito sobre quais vírus são causados ​​por pandemias no passado e, como consequência, de quais vírus devemos suspeitar ”, disse o professor Enard, acrescentando que seria ingênuo imaginar que podemos, de alguma forma, evitar futuras pandemias.