Facebook Aventuras na HistóriaTwitter Aventuras na HistóriaInstagram Aventuras na HistóriaSpotify Aventuras na História
Notícias / Lula

Vídeo: Bomba com fezes é jogada em evento de Lula e Alckmin no Rio de Janeiro

Polícia procura por possíveis responsáveis pelo ataque com fezes em evento de Lula e Alckmin

Redação Publicado em 08/07/2022, às 09h20

Registro feito durante o evento de Lula ministrado em Cinelândia - Getty Images
Registro feito durante o evento de Lula ministrado em Cinelândia - Getty Images

Durante um evento de pré-campanha presidencial da chapa de Lula e Geraldo Alckmin, em Cinelândia, Rio de Janeiro, na quinta-feira, 7, uma bomba caseira com fezes foi jogada no público que esperava a entrada do ex-presidente.

Segundo as informações apuradas pelo portal Terra, o artefato foi lançado por volta de 18h50, em um local onde tinham menos pessoas aglomeradas, no começo da cerimônia de abertura e não feriu ninguém. Depois que o excremento foi retirado, uma pequena área ao lado do palco foi isolada.

Um fato que chamou a atenção nas redes sociais foi como o possível infrator fez o ato. A pessoa se aproveitou dos tapumes instalados para maior fiscalização de todos que quisessem chegar mais perto do palco, jogando o objeto por cima dessas peças. Até o momento, nenhuma suspeita foi interceptada por policiais.

Seguidos ataques com excrementos

Pouco antes de um evento político ministrado pelo ex-prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil e o ex-presidente da República, Lula, começar na região de Uberlândia, Minas Gerais, um drone sobrevoou no local onde estavam os seus apoiadores e jogou fezes e urina nos militantes, no dia 15 de junho.

Alguns tentaram revidar, atacando pedras no drone, mas a própria segurança do local pediu para que não fosse feito nenhum revide, pois poderia ferir alguma pessoa.

Durante a realização do evento, o candidato falou sobre o episódio.

Não pode ser um ser humano normal, um canalha que coloca um drone para jogar sujeira em cima de homem, mulher e crianças que estão aqui. Não é um ser humano normal. Eu faço campanha política nesse país desde 1982, já perdi e já ganhei muitas eleições. Nunca fiz um inimigo nesse país", afirmou o petista na abertura do evento.